Cosmonautas vão comemorar réveillon à base de suco

Bebidas gaseificadas provocam desconforto ao serem consumidos em condições de ausência de gravidade Foto: NASA

Bebidas gaseificadas provocam desconforto ao serem consumidos em condições de ausência de gravidade Foto: NASA

Nem tangerinas nem a tradicional champanhe, os principais símbolos que muitos russos consideram ser imprescindíveis durante suas celebrações de Ano Novo, vão decorar a mesa na Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) no dia 31 de dezembro.

“Até mesmo a chegada do ano do cavalo, um dos símbolos do zodíaco chinês, que os russos vêm acompanhando com especial atenção nos últimos trinta anos, não será motivo para quebrar a ‘lei de proibição’ introduzida na estação espacial”, declarou Aleksandr Agureiev, chefe do departamento de refeições espaciais do Instituto de Assuntos Médicos e Biológicos da Academia de Ciências da Rússia.

A tripulação da ISS irá celebrar o Ano Novo não com uma taça de champanhe ou qualquer outra bebida alcoólica, mas com um copo de suco. As bebidas gaseificadas também não poderão substituir o champanhe a bordo da estação.

“Os cosmonautas têm à sua disposição uma variedade de bebidas, tirando as alcoólicas e gaseificadas”, diz Agureiev. “É desagradável beber algo espumante nas condições de ausência de gravidade”, acrescenta, explicando que o líquido ingerido com dióxido de carbono dissipado poderia sair pelo nariz.

De um modo geral, os alimentos consumidos por cosmonautas em dias de festa e no dia a dia são os mesmos. Apenas os chamados pratos de “apoio psicológico” podem ser acrescentados à dieta em datas comemorativas.

A nave de carga Progress M-21M enviou recentemente esses pratos à órbita. Desta vez, a remessa foi composta por 21 itens, sobretudo doces. “Eles estão na lista de alimentos enviados por familiares e psicólogos da equipe de apoio”, contou Agureiev.

A ceia dos tripulantes da ISS terá geleia de frutas, cerejas e morangos, frutas cristalizadas, doces, frutos secos, bem como sucos variados.

“Também enviamos um conjunto de frutas e legumes, como maçãs, tomates, e assim por diante. Mas sem frutas cítricas”, disse ele. Os cítricos, incluindo a tangerina frequentemente consumida no Ano Novo russo, acabaria estragando rapidamente durante o voo.

 

Publicado originalmente pela agência ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.