Operadores de celular terão que avisar clientes sobre situações de emergência

Celulares podem se tornar meio eficaz para alerta de inundações e outras ameaças à população Foto: PhotoXPress

Celulares podem se tornar meio eficaz para alerta de inundações e outras ameaças à população Foto: PhotoXPress

Ministério da Comunicação elabora projeto de lei para que prestadores de serviço transmitam alertas obrigatórios sobre desastres naturais e outras ameaças.

O Ministério de Comunicação e Imprensa propôs que as operadoras de celular sejam responsáveis ​​por informar os seus clientes sobre situações de emergência.

A proposta do ministério diz que “a possibilidade de tornar os prestadores de serviços de telecomunicações responsáveis ​​pela transmissão de alertas de emergência de maneira gratuita e obrigatória” deve ser estudada a fim de incorporar essa função na hora de conceder licenças para as empresas.

O órgão federal tem expectativa de concluir o projeto de lei até o final do ano.

Os porta-vozes das principais operadoras russas, VimpelCom e MTS, disseram que suas empresas já cooperam voluntariamente com os serviços de emergência da Rússia para alertar os clientes sobre desastres naturais e outras ameaças.

A necessidade de alertar as pessoas sobre possíveis ameaças veio à tona depois das inundações no sul da Rússia em 2012, que deixaram mais de cem mortos.

Os funcionários dos órgãos de emergência regionais, que tiveram conhecimento dos desastres com três horas de antecedência, transmitiram avisos sobre as enchentes na televisão no e rádio locais, mas as chuvas torrenciais cortaram a energia de grande parte da região.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.