Sukhôi entra no mercado de avião civil da América do Norte

Modelos russos devem atrair mais 3 milhões de passageiros por ano para companhia mexicana Foto: wikipedia.org

Modelos russos devem atrair mais 3 milhões de passageiros por ano para companhia mexicana Foto: wikipedia.org

Em meados de setembro, a mexicana Interjet se tornou a primeira companhia aérea norte-americana a operar um avião de passageiros russo.

No mês passado, a aviação russa cruzou um importante marco: os dois primeiros Superjets da Sukhôi – o único avião civil desenvolvido desde a queda da URSS – concluíram seus voos de estreia entre capital do México e as cidades de Torreon e Aguascalientes.

A segunda maior empresa aérea do México, Interjet, se tornou a primeira companhia aérea da América do Norte a operar um avião de passageiros russo em toda a história. Em breve, os aviões começarão a voar para outros países da América Latina, bem como para os Estados Unidos.

A Interjet, que controla 25% do mercado interno do México e 15% do tráfego internacional entre as companhias aéreas mexicanas, aguarda a entrega de 20 Superjets ao longo dos próximos dois anos (com opção de encomendar mais 10), o que vai atrair mais 3 milhões de passageiros por ano para a companhia aérea.

“O desempenho do Superjet da Sukhôi será acompanhado de perto por fabricantes, especialistas e toda a indústria aeronáutica, pois é o primeiro avião russo a receber um certificado de segurança EASA e entrar no mercado norte-americano”, disse à Gazeta Russa José Luis Garza, diretor da Interjet.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.