Pilotos russos completam volta ao mundo a bordo de helicópteros

Dupla contornou o globo em dois Robinson-R66 de pequeno porte Foto: wikipedia.org

Dupla contornou o globo em dois Robinson-R66 de pequeno porte Foto: wikipedia.org

Voo de quase 40 mil km ao redor da Terra foi emblemático para toda a comunidade de aviação amadora da Rússia.

Dois aviadores russos terminaram recentemente numa vila de Bunkovo, nas proximidades de Moscou, uma expedição em torno da Terra a bordo de dois helicópteros Robinson-R66 de pequeno porte.

O voo de quase 40 mil km ao redor da Terra foi emblemático para toda a comunidade de aviação amadora da Rússia. De acordo com Dmítri Rakítski, um dos expedicionários e piloto-chefe da companhia Aviamarket, a aviação de pequeno porte é capaz de revelar resultados inesperados:

“Os helicópteros mostraram uma alta confiabilidade e nem uma só vez nós precisamos  pedir assistência a engenheiros e técnicos profissionais. Levamos conosco todo o equipamento necessário para a manutenção dos helicópteros. Compramos apenas combustível durante a viagem. As peças sobressalentes não foram utilizadas e as trouxemos de volta intactas.”

Mikhail Farikh, chefe da expedição, afirmou:

“Havia uma variedade de condições meteorológicas, voamos nas montanhas e sobre o oceano. Foi uma prova de resistência, pois permanecer no ar doze horas diariamente não é nada fácil. A essas doze horas deve-se juntar o tempo para reabastecer de combustível, cumprir trâmites formais e por aí adiante.”

O clima também apresentou muitas surpresas aos aeronautas.

“Na Noruega, tivemos um contratempo por não levarmos em conta um forte vento frontal. As rajadas eram tão fortes que o combustível não foi suficiente para pousarmos no aeródromo estipulado ainda com a luz do dia. Fomos forçados a aterrissar à noite num aeroporto já praticamente fechado. Chegamos ao destino apenas depois das três horas da madrugada”, destaca Rakítski.

 

Publicado originalmente pela Voz da Rússia

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.