Holding Equipamentos Aeronáuticos mira mercado internacional

Diretor-geral da holding Equipamentos Aeronáuticos, Maksim Kuziuk Foto: serviço de imprensa

Diretor-geral da holding Equipamentos Aeronáuticos, Maksim Kuziuk Foto: serviço de imprensa

“A holding Equipamentos Aeronáuticos detém 50% do mercado russo de sistemas e componentes para aviões e helicópteros avançados. No entanto, nosso principal objetivo é entrar no mercado internacional”, diz o diretor-geral da holding russa, Maksim Kuziuk.

Em entrevista à Gazeta Russa, o diretor-geral da holding Equipamentos Aeronáuticos, Maksim Kuziuk, falou sobre os progressos da indústria aeronáutica russa e dos projetos da empresa.

Gazeta Russa - Quais novos produtos de sua empresa foram apresentados na recente edição do Salão Internacional de Aeronáutica e Espaço de Moscou (Maks, na sigla em russo)? Quais contratos foram fechados?

Maksim Kuziuk - No Maks, apresentamos uma série de novos produtos, como pernas do trem de pouso para o avião pesado de carga Il-76MD-90A e a perna do trem de pouso principal para o helicóptero avançado Ka-62, cujo traço marcante é combinar o amortecedor e o levantador em uma unidade. Nosso amortecedor-levantador tem pequenas dimensões, apesar de uma disposição complexa de detalhes, e permite reduzir várias vezes as despesas com a manutenção de aeronaves e helicópteros russos e estrangeiros.

É óbvio que, durante o Maks, estivemos mais focados na programação de negócios. Já nos primeiros dias, fechamos uma série de ajustes importantes, entre os quais um memorando com a Boeing sobre a criação de um grupo de trabalho para elaborar um plano de assimilação dos elementos do trem de pouso. A conhecida UTC Aerospace Systems (rodas, freios, APU e sistema elétrico) se juntou como terceiro parceiro.

Também fechamos um contrato a longo prazo com a empresa Aviões de Carga, subsidiária da Cuca (Corporação Unificada de Construção Aeronáutica), entidade estatal russa, para o fornecimento de aviônicos para os aviões Il-76MD-90A até 2020.

Além disso, nossa empresa tem participado tradicionalmente da mostra de helicópteros de Moscou HeliRussia, do Salão Internacional de Aeronáutica de Le Bourget e da Mostra Internacional de Armas, Equipamentos Militares e Munições da Rússia Russia Armas Expo.

O que você pode dizer sobre a cooperação internacional de sua empresa?

Um dos principais parceiros estratégicos de nossa holding é a Boeing, com a qual fechamos, em outubro do ano passado, um acordo para a criação na Rússia de um centro de peças de reposição e manutenção para as companhias aéreas russas clientes da empresa americana. Em março de 2013, em Moscou, abrimos o primeiro centro de serviços de manutenção  aeronáuticos e temos o plano de construir centros semelhantes em outras regiões da Rússia. Pretendemos criar um sistema de serviços pós-venda para aeronaves de nova geração russas e estrangeiras.

Este ano, também lançamos, em cooperação com a companhia norte-americana Curtiss-Wright Controls, um projeto de desenvolvimento de um sistema anti-incêndio inovador. No futuro, seremos desenvolvedores e fabricantes de seus principais elementos. Esse sistema será muito mais leve do que os existentes devido à estrutura do novo bloco e extintores mais leves e mais competitivo em termos de preço. Pretendemos vendê-lo na Rússia, CEI (Comunidade de Estados Independentes, composta pelas ex-repúblicas soviéticas, menos os países bálticos e Geórgia), EUA e Europa.

Como você avalia a posição da Rússia no mercado mundial de equipamentos aeronáuticos? Qual é a dinâmica das vendas nos últimos anos e quais são suas perspectivas?

Nossa holding faz parte da Corporação Russian Technologies e engloba 35 empresas localizadas em toda a Rússia. As empresas de nossa holding são especializadas no desenvolvimento, fabricação e serviços pós-venda de equipamentos aeronáuticos.

Antes da criação da holding, em 2009, a maioria das empresas atuava separadamente, norteando-se por sua própria estratégia de desenvolvimento, o que impedia o desenvolvimento do setor. Depois de unir as empresas de equipamentos aeronáuticos sob um mesmo teto, começamos, em conjunto com a Corporação Russian Technologies, a conduzir uma política inovadora de desenvolvimento do setor.

A holding Equipamentos Aeronáuticos detém 50% do mercado russo de sistemas e componentes para aviões e helicópteros avançados. No entanto, nosso principal objetivo é entrar no mercado internacional. Atualmente, estamos concretizando uma série de projetos que permitirão nos integrar à construção aeronáutica internacional e estabelecer parceira com as maiores empresas aeronáuticas do mundo. Estamos planejando realizar uma série de atividades, entre as quais a certificação de acordo com os padrões internacionais, a adoção de um sistema de produção moderno e o desenvolvimento de novos produtos em cooperação com nossos parceiros internacionais.

Um de nossos projetos está sendo concretizado na fábrica Aviaagregat (Equipamentos Aeronáuticos) de Samara (na região do rio Volga). No final de 2012, a fábrica recebeu a certificação internacional AS/EN 9100 (sistema de gestão da qualidade na indústria aeroespacial) e pode, portanto, vender seus produtos a clientes estrangeiros como Boeing, Bombardier, Embraer e Goodrich.

Entre outros desafios prioritários enfrentados pela holding Equipamentos Aeronáuticos está o de passar do desenvolvimento de componentes isolados à fabricação de sistemas completos como chassis, sistemas elétricos, hidráulicos, de oxigênio etc. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.