Construção do novo cosmódromo pode atrasar no leste da Rússia

O cosmódromo Vostôchni deverá oferecer soluções para todos os problemas que possam surgir no futuro em relação a voos espaciais tripulados Foto: RIA Nóvosti

O cosmódromo Vostôchni deverá oferecer soluções para todos os problemas que possam surgir no futuro em relação a voos espaciais tripulados Foto: RIA Nóvosti

Agência Federal Russa de Construção Especial teve que lidar com o atraso da Roscosmos Agência Espacial Federal Russa no fornecimento da documentação necessária para realização da construção do cosmódromo. Além disso, várias questões financeiras permanecem sem solução.

O vice-diretor da Spetsstroi (Agência Federal Russa de Construção Especial), Aleksandr Busíguin, declarou à “RIA Nóvosti” que a construção de algumas instalações do cosmódromo Vostôchni, na região de Amur, Extremo Oriente da Rússia, pode ser atrasada em até dois meses devido a questões burocráticas. 

“Não temos outra alternativa, a nossa obrigação é criar a infraestrutura para o lançamento da primeira nave espacial em 2015. No entanto, apesar da enorme quantidade de trabalho realizado até agora e apesar do grande número de pessoas empregadas nos trabalhos de construção, a situação atual prevê um atraso na construção do cosmódromo”, disse Busíguin.

"De acordo com as avaliações, esse atraso poderia alcançar de 20 a 30 dias. Além disso, há certas instalações do cosmódromo onde atraso pode ser de até dois meses", completou Busíguin.

Segundo ele, o atraso foi causado por dois fatores. A Spetsstroi teve que lidar com o atraso da Roscosmos (Agência Espacial Federal Russa) no fornecimento da documentação necessária para a construção do cosmódromo. Além disso, várias questões financeiras permanecem sem solução. 

O porto espacial Vostôtchni está sendo construído na região de Amur, perto da Uglegorsk, uma cidade fechada, ou seja, com restrições para visitas ou residência.

O primeiro lançamento de uma nave espacial do Vostôchni está previsto para 2015, e o primeiro lançamento de uma nave espacial tripulada deverá ocorrer em 2018. 

O cosmódromo Vostôchni deverá oferecer soluções para todos os problemas que possam surgir no futuro em relação a voos espaciais tripulados. Além disso, sua construção deve facilitar o lançamento de veículos espaciais de múltiplas funções, incluindo os voos dos programas de Estado internacionais e comerciais.

Além disso, serão criadas as condições adequadas para o desenvolvimento de projetos espaciais para explorar e estudar minuciosamente o espaço, corpos celestes e o sistema solar.

Histórico

A criação de um cosmódromo consiste na de construção complexos tecnológicos para  veículos de lançamento e na criação de instalações para a preparação de dispositivos espaciais e de desenvolvimento de elementos da infraestrutura de apoio (uma planta de produção de óxido nitrogênio, um aeroporto, uma residências e outras instalações).

Os trabalhos começaram em 2012 com a construção dos sistemas de abastecimento do Vostôchni, do sistema de fornecimento de energia, de transporte e da infraestrutura do próprio cosmódromo.  

O presidente russo, Vladímir Pútin, declarou que espera que a construção acabe dentro do prazo.

“Vamos testemunhar novos lançamentos, mesmo com cosmonautas a bordo”, disse Pútin. 

De acordo com porta-voz da Spetsstroi, Sveltlana Chumakova, as graves inundações no Extremo Oriente russo não colocam os trabalhos em risco.

“As inundações na zona de construção do cosmódromo não representam perigo para a infraestrutura do Vostôtchni", declarou Chumakova.

 

 Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.