Parques de Moscou serão patrulhados por robôs

O protótipo do robô chamado “Thrall Patrol” foi desenvolvido pela empresa SMP Robotiks, instalada no centro de inovação Skôlkovo Foto: PhotoXPress

O protótipo do robô chamado “Thrall Patrol” foi desenvolvido pela empresa SMP Robotiks, instalada no centro de inovação Skôlkovo Foto: PhotoXPress

Dispositivos criados no centro de inovação Skôlkovo foram testados nas áreas verdes de Zelionograd e, em setembro, já estarão circulando pelo parque Sokólniki, em Moscou.

Os primeiros sistemas de vigilância automática capazes de filmar e transmitir imagem para um controle remoto, assim como reagir ao movimento, serão testados a partir de setembro nas áreas verdes da capital.

O protótipo do robô chamado “Thrall Patrol” foi desenvolvido pela empresa SMP Robotiks, instalada no centro de inovação Skôlkovo, e tem capacidade para patrulhar a área em um raio de 80 quilômetros.

“Em vez dos seguranças, poderemos agora nos deparar no parque com um robô”, diz o diretor-geral da empresa, Aleksêi Poluboiárinov, acrescentando que não repassará os custos para o governo durante a fase de testes.

Robô multifuncional

Outras empresas russas também estão produzindo técnicas robóticas semelhantes. O Laboratório da Visão Tridimensional, por exemplo, criou um robô-policial chamado “R.BOT Nº 1”, que foi testado nas ruas de Perm em 2007. O robô é capaz de gravar vídeo, anunciar uma situação de emergência em voz alta e oferecer kits de primeiros socorros em tais casos. Além disso, quando munido de um bastão, consegue até mesmo organizar o tráfego em cruzamentos ou restringir a circulação em qualquer ponto das vias.

“Se a câmara detectar algum movimento, a sua lente irá focar automaticamente o objeto e começar a rastreá-lo. O patrulhamento propriamente dito é feito pelo operador via Wi-Fi, que consegue enxergar tudo o que o robô identifica e decide se deve ou não enviar seguranças para o local onde o movimento foi detectado”, explica Poluboiárinov.

O robô foi projetado para trabalhar 24 horas por dia e sob qualquer condição atmosférica, com temperatura desde –20ºC até  40ºC. Possui quatro rodas, tração traseira, pesa 120 kg e se desloca à velocidade humana ao caminhar – isto é, entre 5 e a 7 km por hora.

O dispositivo consegue se mover por terrenos acidentados, como, por exemplo, sobre a grama ou em trilhas florestais. O robô, que já foi testado nas áreas verdes de Zelenograd, demonstrou eficácia mesmo em condições de frio e neve.

O diretor do parque Sokólniki, Andrêi Lapchin, já deu aval para o “Thrall Patrol” começar os trabalhos em Moscou. “O robô pode ser eficaz não só para garantir a segurança, mas para controlar a área em si, garantir que tudo estará sempre no lugar, que ninguém venha grafitar as instalações nem destruir a propriedade pública", comenta.

Caso o teste seja bem-sucedido, o governo estudará a possibilidade de comprar os equipamentos da NSR Robótica em larga escala. Dispositivos semelhantes já são utilizados nos EUA e Japão para patrulhar áreas públicas.

 

Publicado originalmente pelo Izvéstia

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.