Roscosmos realizará até 5 lançamentos com foguete Proton antes do final do ano

Primeiro lançamento depois do acidente em Baikonur está programado para setembro Foto: ITAR-TASS

Primeiro lançamento depois do acidente em Baikonur está programado para setembro Foto: ITAR-TASS

Lançamentos estão suspensos desde acidente na plataforma de Baikonur em julho passado.

O diretor da agência espacial federal Roscosmos, Vladímir Popóvkin, informou que o primeiro lançamento após acidente no Cosmódromo de Baikonur, em 2 de julho, será feito com um satélite estrangeiro. “Um satélite estrangeiro estava programado, por isso as coisas vão continuar como planejado”, disse.

“Temos expectativa de reiniciar os trabalhos em setembro, mas, em primeiro lugar, temos que ver como a empresa está trabalhando” para cumprir as ordens do comitê de investigação, informou Aleksandr Lopatin, chefe da comissão que investiga os motivos do recente acidente em Baikonur.

Em 2 de julho, o foguete lançador Proton-M, que transportava três satélites do sistema de localização Glonass, decolou do bloco 81 da base de lançamento de Baikonur, mas caiu poucos segundos após sair do chão.

Posteriormente, Lopatin disse que “no centro Khrunichev, três dos seis sensores de velocidade angular tinham sido instalado incorretamente”. “Não foi reportada nenhuma falha de disciplina no processo”, ressaltou. Ainda assim, foi aberto um processo criminal para dar sequência às investigações.

No último dia 2, a assessoria de imprensa do governo relatou que o primeiro-ministro Dmítri Medvedev assinou uma ordem reprimindo o diretor da Roscosmos, Vladímir Popóvkin, por executar indevidamente as suas funções. 

Retorno do Rokot

Popóvkin também acrescentou que a agência espacial russa vai retomar os lançamentos do foguete portador Rokot na primeira quinzena de setembro.

Os lançamentos do Rokot haviam sido suspensos após o foguete apresentar falhas enquanto transportava o satélite militar Geo-IK-2, em fevereiro de 2011. Popóvkin informou que foram encontradas defeitos no sistema de controle superior.

“Resolvemos todos os problemas. Temos resultados positivos depois de todos essas revisões, portanto, estamos planejando esse lançamento para a primeira quinzena de setembro”, disse, acrescentando o que Rokot irá transportar os satélites Gonets-M.

 

Publicado originalmente pela ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.