Obras no Kremlin são destinadas ao Regimento Presidencial

Não se deve esquecer que uma das missões do regimento é a segurança e defesa do Kremlin de Moscou, residência oficial do presidente, e de outras instalações sob proteção dos SFS Foto: Lori / Legion Media

Não se deve esquecer que uma das missões do regimento é a segurança e defesa do Kremlin de Moscou, residência oficial do presidente, e de outras instalações sob proteção dos SFS Foto: Lori / Legion Media

Entre as novidades está a construção do primeiro e único complexo esportivo ao ar livre no Kremlin.

As obras atualmente executadas no Kremlin são objetos militares relacionados com o Regimento Presidencial, sob o comando do general Oleg Gálkin, segundo apurou a Gazeta Russa.

Em breve será concluída uma delas –uma quadra esportiva situada perto da zona dos helicópteros. Ali, os soldados do Regimento Presidencial poderão se exercitar após a corrida matinal pelo jardim Tainítski. É o primeiro e único complexo esportivo ao ar livre no Kremlin.

No jardim Tainítski, também segue em construção uma estrebaria para albergar a cavalaria do Kremlin. Hoje, é necessário trazer cavalos de fora da cidade para a cerimônia semanal da guarda apeada e a cavalo. O regimento inclui a escolta de honra de cavalaria, composta por dois esquadrões com 108 montadas.

“O Regimento Presidencial é a nossa reserva de recursos humanos”, frisa Serguêi Khlébnikov, comandante do Kremlin. “Há militares formados no nosso regimento que estão em praticamente todos os Serviços Federais de Segurança (SFS), bem como no Ministério de Defesa e em vários destacamentos especiais. Há jovens destes que chegaram a generais, ou, na vida civil, a dirigentes do poder local ou diretores de fábricas.”

“Entre 2005 e 2007, Aleksêi Sítnikov serviu no nosso regimento”, emociona-se o general. “Terminado o serviço militar obrigatório, passou a contratado, sob a tutela do Ministério dos Assuntos Internos. Combateu no Cáucaso Norte, integrado no grupo de batedores do Centro Especial ‘Vítiaz’ (Guerreiro da Antiga Rússia). No Daguestão, abateu um homem-bomba, mas foi mortalmente ferido no mesmo combate.”

Treinamento no Kremlin Foto: RG

Aleksêi Serguéevitch Sítnikov foi condecorado postumamente com o título de Herói da Federação da Rússia.

“São assim os rapazes preparados no nosso regimento”, conclui o comandante.

“O que observam geralmente os visitantes do Kremlin? A nossa companhia da guarda especial de farda de cerimônia. Também a escolta de honra de cavalaria. Mas não devemos esquecer que uma das missões do regimento é a segurança e defesa do Kremlin de Moscou, residência oficial do presidente, e de outras instalações sob proteção dos SFS”, diz o general Oleg Gálkin, comandante do regimento. 

Rearmamento

Se, antigamente, os oficiais estavam munidos apenas de pistolas Makarov, agora têm também as Iaríguin.

“Hoje, temos dois novos conjuntos de armas de precisão –de curto e longo alcance. Surgiram novas miras telescópicas para a Kaláchnikov. Passamos a usar coletes à prova de bala e capacetes com sistema de rádio. Todo este material é de fabricação nacional”, diz Gálkin.

Em Alábino, damos formação à nossa escolta de honra de cavalaria. Esta preparação incluiu praticamente tudo: desde ferreiro e veterinário à preparação esportiva de hipismo para concursos de saltos de obstáculos.”

Ferraduras suecas

Um tipo especial de ferradura ajuda a cavalaria na calçada do Kremlin, já que as habituais fazem escorregar, explica o general.

“Noutros pisos, usamos ferraduras de aço, de fabrico nacional. O restante do equipamento hípico, de origem russa, é feito por encomenda especial. Os sabres para a escolta de honra de cavalaria também são de Zlatoust [cidade dos Urais conhecida pela produção tradicional de armas brancas].”

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.