Vencedores de Sôtchi-2014 receberão medalhas com fragmentos de meteorito

Atletas que vencerem provas em 15 de fevereiro, dia em que caiu um corpo celeste na região dos Urais, terão direito às medalhas especiais contendo pequenas partes do corpo celeste Foto: Reuters

Atletas que vencerem provas em 15 de fevereiro, dia em que caiu um corpo celeste na região dos Urais, terão direito às medalhas especiais contendo pequenas partes do corpo celeste Foto: Reuters

Atletas que vencerem as provas dos Jogos Olímpicos de Inverno 2014, em Sôtchi, no dia de queda de meteorito na região dos Urais serão premiados com medalhas especiais contendo pequenas partes do corpo celeste.

O Ministério da Cultura de Tcheliábinsk informou que todos os participantes das Olimpíadas de Inverno de 2014 que forem vitoriosos em 15 de fevereiro, exatamente um ano após a queda na região, receberão uma medalha contendo um fragmento do famoso corpo celeste.

“Como a queda de meteorito é um evento de importância mundial, assim como os Jogos Olímpicos, os atletas que conquistarão medalhas de ouro no dia da queda ganharão nossos prêmios especiais”, explica o chefe da pasta Aleksêi Betékhtin. No texto do comunicado, o ministro afirma que as medalhas serão fabricadas pelos armeiros da região.

Em entrevista à agência de notícias RIA Nóvosti, o porta-voz do Ministério da Cultura regional disse que as medalhas especiais serão distribuídas junto com os prêmios tradicionais.

O meteorito, que recebeu o nome da cidade de Tcheliábinsk, caiu na região em 15 de fevereiro deste ano. A força de explosão gerada pela queda danificou edifícios e deixou 1.600 moradores feridos.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.