Ministério de Defesa aposta em alto desempenho dos modelos Kamaz

Novo modelo Kamaz poderá ser usado para transporte de armamentos, cargas ou pessoas Foto: Grigóri Sissoev/RIA Nóvosti

Novo modelo Kamaz poderá ser usado para transporte de armamentos, cargas ou pessoas Foto: Grigóri Sissoev/RIA Nóvosti

Usados para fins militares desde 1976, veículos vêm sendo reformulados para atender às necessidades atuais.

Grande parte da frota de mais de 50 mil veículos das Forças Armadas russas é composta por automóveis da Kamaz. Os chassis fabricados por um dos líderes do setor automotivo russo sustentam os mecanismos e carrocerias de mais de 350 modelos de armamento e máquinas militares.

A aplicação militar dos veículos Kamaz começou no Afeganistão, onde eles foram utilizados para transporte de carga. Os modelos de caminhões Ural-375, ZIL-131 e GAZ-66 foram movidos pelos motores a gasolina e, além de não serem nada econômicos, frequentemente quebravam nas grandes altitudes.

Em 1976, a montadora da cidade de Naberejnie Tchelni começou a fabricar os caminhões Kamaz-5320 (6x4), que logo em seguida começaram a ser enviados para zonas de conflito.

Entretanto, entre muitos outros defeitos, esse modelo, assim como demais automóveis para uso militar, teve baixa potência que prejudicava seu funcionamento seguro nas montanhas e outros trechos difíceis. Esse problema foi finalmente resolvido em 1981 pelos engenheiros da empresa, que criaram um caminhão Kamaz-4310 (6x6) com tração em todas as rodas e capacidade de carga de 6 toneladas.

Mas a solução do principal problema, isto é, a proteção de motorista e passageiros, ainda não tinha sido encontrado.

Proteção reforçada

O Kamaz-4350 (da série chamada “Mustang”) foi o primeiro modelo de veículo com blindagem externa. Os protótipos do modelo foram criados no início dos anos 1990, e o primeiro lote experimental saiu da fábrica em 1995.

Os veículos foram equipados com câmbios de 10 marchas, embreagens modernas, caixas de transferências, eixos cardan e outros componentes ainda mais potentes. Para que seja possível utilizar vários tipos de contentores desmontáveis, o mecanismo de chassis foi reformado para melhorar o encaixe de seus dispositivos de fixação.

Os diferenciais entre eixos com mecanismo de bloqueio e novos pneus largos permitiram aumentar significativamente a facilidade de tráfego pelos trechos complicados.

A série de veículos “Mustang” foi a primeira a ser equipada com cabines de blindagem invisível da classe de proteção 3 ou 5a. 

Além disso, o modelo especial Kamaz-43269 do tipo “Vistrel”, com armadura da classe de proteção 6 com capacidade de 10 pessoas, foi baseado na estrutura do Kamaz-4350.

Potencial novo

Em agosto de 2008, o conflito armado entre a Rússia e a Geórgia estimulou o início do processo de desenvolvimento do protótipo técnico, assim como de um conceito diferente de criação de automóveis militares da nova geração.

A nova geração de veículos deverá corresponder às seguintes exigências: facilidade de manobra em velocidade máxima de 100 a 105 km/h, velocidade média de tráfego pelas estradas de terra de 40 a 45 km/h e distância máxima percorrida com o tanque cheio de 1000 a 1200 km. A distância ao solo de 400 a 550 mm, ângulos de saída e de ataque de 40-45 graus, pneus com relevo de alta capacidade e sistemas de regulagem de pressão garantem alta capacidade de tráfego.

A armadura composta da classe 4-6 de resistência às balas de armas ligeiras e da classe 2-4 de resistência às bombas, assim como as rodas com pneus blindados, auxiliam na proteção desses veículos militares de futuro.

Soluções revolucionárias

Em março de 2013, no campo de treinamento da fábrica da cidade de Naberejnie Tchelni, houve uma apresentação de todos os modelos de veículos Kamaz destinados às Forças Armadas, cujo destaque era o primeiro modelo da nova geração de veículos especiais russos “Taifun-K”.

Os automóveis táticos blindados da nova geração da série “Taifun” possuem estrutura composta tanto de um, quanto de múltiplos módulos. Os veículos são utilizados nas missões militares e poderão ser usados em combinação com armamentos e equipamentos especiais, assim como para outras finalidades, tais como transporte de pessoas e cargas.

Muitas outras características do modelo são mantidas em segredo e não foram divulgadas, porém, há informação de que a base desses novos automóveis é completamente diferente dos veículos fabricados atualmente. A suspensão independente de todas as 6 rodas permitiu aumentar a velocidade máxima de tráfego pelas estradas de terra, assim como elevar a facilidade de tráfego por meio do sistema de ajuste da distância ao solo.

Além de tudo, o processo de desenvolvimento da armadura do presente modelo contou com a participação do Centro Nuclear de Sarov. Pela primeira vez, os produtos da indústria automotiva russa serão equipados com a armadura cerâmica de alta qualidade fabricada na cidade de Novosibirsk.

Conforme mais uma exigência apresentada ao novo modelo, ele já possui o câmbio automático.

O início de fabricação de um lote experimental de veículos encomendado pelo Ministério de Defesa foi agendado para o verão de 2013. Portanto, as Forças Armadas russas serão em breve equipadas com novos modelos de automóveis criados não apenas usando os conhecimentos globais, mas também os resultados de trabalho dos engenheiros automotivos russos.

 

Publicado originalmente pelo vpk-news.ru

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.