Rostov-no-Don recebeu 11ª edição da Show-Bison-Track

Foto: serviço de imprensa

Foto: serviço de imprensa

Autoridade local acredita que corrida de tratores ajuda a atrair jovens para o setor agroindustrial do país.

Na última terça-feira (4), mais de 30 mil espectadores se reuniram no campo de provas de Rostov-no-Don, no sul da Rússia, para assistir à corrida de tratores entre pilotos russos e ucranianos.

“Este ano tivemos pela primeira vez entre os espectadores turistas dos EUA, França, Espanha, Holanda e Brasil”, disse Vítkor Demidov, representante da Bison, empresa responsável pela organização da disputa.

Ao longo dos 12 quilômetros de extensão, havia trechos retos onde os pilotos puderam correr a 70 km/hora (velocidade máxima para qualquer trator), intercalados com subidas e descidas íngremes, além de curvas apertadas. Em razão disso, cada piloto tinha feito um seguro no valor de US$ 30 mil.

Para um trator participar da corrida, a cilindrada do motor não deve ser superior a 4 litros e a cabine tem que possuir uma armadura de reforço. No mais, o piloto é livre para aperfeiçoar seu carro a seu critério.

Alguns tratores são criados especialmente para as corridas e não são usados nos trabalhos agrícolas em nenhuma circunstância. Outros, que são a maioria, se livram dos reforços tecnológicos depois do fim da corrida e vão diretamente para a lavoura.

Entre as provas, foram realizados também um show aéreo e o tradicional concurso “Trator Elástico”, cujo objetivo é colocar na cabine de um trator Belarus o maior número possível de pessoas.

O ministro da Agricultura da região de Rostov, Viatcheslav Vassilenko,  acredita que as corridas de tratores devolvem popularidade à profissão de motorista de trator e o respeito pelo trabalho agrícola, bem como contribuem para atrair jovens para o setor agroindustrial do país. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.