Rússia vai sediar conferências anuais sobre segurança

Ministro da Defesa russo (centro) e autoridades internacionais têm receio da ameaça representada por novos conflitos na Europa Foto: ITAR TASS

Ministro da Defesa russo (centro) e autoridades internacionais têm receio da ameaça representada por novos conflitos na Europa Foto: ITAR TASS

Ideia tem como base evento recente em que autoridades de defesa trocaram informações sobre possíveis ameaças e soluções.

O Ministério da Defesa russo vai sediar conferências internacionais de segurança europeias todos os anos, similares ao evento recente que aconteceu em Moscou. O anúncio foi feito pelo responsável pela pasta, Serguêi Choigu, nesta quarta-feira (5).

A Rússia recebeu uma conferência de dois dias em maio intitulada “Aspectos políticos e militares da segurança europeia”, que reuniu autoridades de defesa da Rússia, União Europeia, Estados Unidos e Canadá, bem como especialistas militares e políticos independentes.

O evento não produziu quaisquer acordos inovadores, mas permitiu que os participantes mantivessem um diálogo aberto sobre as diferenças de abordagem em relação à segurança europeia, incluindo a implantação do polêmico escudo antimíssil perto da fronteira russa.

“Estamos satisfeitos com os resultados da conferência e planejamos realizar eventos semelhantes anualmente”, disse Choigu em uma reunião de ministros da Defesa da CEI (Comunidade dos Estados Independentes) em Minsk, capital da Bielorrússia.

“A conferência nos permitiu realizar um intercâmbio de opiniões sobre as existentes e potenciais ameaças de segurança na Europa, e também avaliar as perspectivas para o desenvolvimento de nossas forças armadas”, acrescentou o ministro.

De acordo com Choigu, tanto a Rússia como o Ocidente concordam que as falhas no atual sistema de segurança podem deixar a Europa despreparada caso conflitos internos ou internacionais sejam deflagrados novamente, como aconteceu nos Balcãs na década de 1990 e no Cáucaso em 2008.


Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.