Cosmonauta russo pagou imposto predial diretamente do espaço

Vinogradov está entre as vinte pessoas que passaram mais tempo no espaço Foto: Reuters

Vinogradov está entre as vinte pessoas que passaram mais tempo no espaço Foto: Reuters

O cosmonauta Pável Vinogradov, 59 anos, tornou-se o primeiro ser humano a utilizar o site do Serviço Federal de Impostos russo a partir da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).

Em missão a bordo da ISS durante os últimos três meses, o veterano entrou no site para acessar sua conta pessoal e pagar o imposto predial sobre sua propriedade nos arredores de Moscou.

O chefe do Serviço Federal de Impostos, Mikhail Michustin, gabou-se dessa informação aos jornalistas nos corredores de um fórum da OSCE sobre administração fiscal, que foi realizado no final de maio em Moscou.

“Graças aos serviços modernos que oferecemos, as pessoas praticamente não precisam vir a nossos escritórios para continuarem cumprindo suas obrigações fiscais”, disse Michustin.

O site permite que todos os cidadãos russos criem uma conta on-line para visualizar os impostos pendentes e pagá-los com cartão de crédito.

Ao contrário do Brasil e dos Estados Unidos, os cidadãos russos não precisam para pagar imposto de renda todos os anos. O governo russo mantém uma taxa fixa de 13% ao ano (uma das mais baixas do mundo), que é retida automaticamente pelo empregador.

Nascido em Magadan, no Extremo Oriente russo, Vinogradov já esteve no espaço três vezes e realizou um total de sete caminhadas espaciais. Ele é o atual comandante da Estação Espacial Internacional e está entre os vinte seres humanos que passaram mais tempo no espaço. A atual missão será concluída em setembro deste ano.

A Rússia subiu oito pontos para 112º lugar no ranking de facilidade de fazer negócios do Banco Mundial. O resultado se deve, em parte, a uma rápida melhora na categoria “Pagamento de impostos” (que subiu 30 pontos em relação ao ano anterior), onde o país ocupa a 64ª posição. 

 

Com materiais dos veículos RBC e Rossiyskaya Gazeta

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.