Sistema de defesa antiaérea S-300

O S-300 é uma família de sistemas de mísseis antiaéreos criada ainda durante a era soviética e aperfeiçoado pela Rússia Foto: ITAR-TASS

O S-300 é uma família de sistemas de mísseis antiaéreos criada ainda durante a era soviética e aperfeiçoado pela Rússia Foto: ITAR-TASS

A Gazeta Russa apresenta algumas versões do sistema S-300 que estão chamando a atenção da comunidade internacional devido aos planos da Rússia de fornecer S-300 ao governo sírio de Bashar Assad.

Histórico

Com o aperfeiçoamento dos meios de ataque aéreo, além da criação do míssil de cruzeiro estratégico lançado por avião ALCM (air-launched cruise missile) e o início da construção de um míssil terra-ar Patriot nos EUA, no final dos anos 1960, a União Soviética começou a desenvolver um novo sistema de mísseis antiaéreos.

Concebido como sistema universal de combate a aviões e mísseis com um raio de alcance de cerca de 100 km, o sistema recebeu a designação S-300 e fez os primeiros testes em meados da década de 1970.

Função e características

O primeiro S-300 de médio alcance foi projetado para a defesa de instalações administrativas, industriais e militares importantes contra os ataques de aeronaves estratégicas e táticas, além de mísseis de cruzeiro e aerobalísticos, e é o principal componente da defesa antiaérea do país desde 1975.

A principal característica de um sistema de mísseis antiaéreos é sua capacidade de combater diversos alvos concomitantemente, com elevada mobilidade. 

O S-300 tem versões de rodas e de lagartas e uma versão naval.

O S-300 PS, versão autopropulsada do S-300, foi projetado com base na experiência na Guerra do Vietnã e no Oriente Médio, onde a sobrevivência dos meios de defesa aérea dependia de sua mobilidade e capacidade de escapar do fogo inimigo. Adotado pelo exército soviético em 1983, o S-300 PS pode ser colocado em estado de alerta em cinco minutos e supera seu par americano Patriot em defesa anti-míssil.

O S-300 PM, versão móvel do S-300, é completamente diferente das versões anteriores do sistema, apesar de ser aparentemente semelhante àquele. Uma das principais diferenças em relação às versões anteriores e ao Patriot americano é a de que o S-300 PM possui um míssil terra-ar guiado de estágio único, o ZUR 48H6, capaz de atingir aviões voando com velocidade de até 1800 m/s a uma distância máxima de 150 km, e mísseis de cruzeiro pouco visíveis que operam a altitudes inferiores a 100 m, a uma distância de 38 km. O míssil está em condições de funcionamento durante toda sua vida útil e não precisa de manutenção técnica.

O sistema S-400 é a nova geração de mísseis antiaéreos desenvolvido a partir do S-300

O S-300 PM está disponível nas versões de rodas e rebocada.

A produção dos sistemas S-300PM e S-300PS foi suspensa em 2011 por necessidade de adotar sistemas de mísseis antiaéreos mais modernos e mais sofisticados.

O sistema S-300PMU1 de longo alcance foi projetado para o combate a aeronaves, mísseis lançados de avião, mísseis de cruzeiro, aerobalísticos, táticos e tático-operacionais. Resistente a interferências eletrônicas,

o S-300PMU1 pode ser usado como unidade autônoma ou integrada a um grupo-tarefa de defesa antiaérea. O protótipo de produção em série foi exibido no Maks (Salão Internacional de Aeronáutica de Moscou), em 1995.

Curiosidade

O preço do S-300PMU1 equipado com 12 lançadores é de US$ 115 milhões

O sistema S-300PMU2 Favorit é uma versão de longo alcance do S-300 PMU1 profundamente modernizada. Foi projetado para a defesa de uma área de instalações militares estratégicas. Pode operar dia e noite, em quaisquer condições meteorológicas e físico-geográficas, e sob intensa ação eletrônica do inimigo. Entre as caraterísticas especificas do Favorit, cabe notar o alcance aumentado para 200 km; a capacidade de combater com sucesso alvos aerodinâmicos e poucos visíveis que operam a altitudes extremamente baixas; a possibilidade de integração a outros sistemas de defesa antiaérea, incluindo aqueles da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte); a possibilidade de usar os mísseis do S-300PMU1.

O sistema Favorit é um sistema de defesa antiaérea universal, com alto potencial de exportação. Os sistemas de mísseis antiaéreos lançados nas versões S-300PM e S-300PMU1 podem ser atualizados  para a versão S-300PMU2.

Distribuição geográfica do S-300

Às vésperas do colapso da União Soviética, o país possuía cerca de 3.000 unidades do S-300 em suas diferentes versões. O S-300 nunca participou de combates reais. Mesmo assim, os resultados dos exercícios de tiro com o S-300 realizados por países detentores mostram que o sistema é muito eficaz e supera seu par americano, o Patriot, em muitas caraterísticas.

Diferentes versões do S-300 estão em serviço em muitos países da CEI (Comunidade de Estados Independentes, composta pelas ex-repúblicas soviéticas, exceto Geórgia e países bálticos), assim como na Eslováquia, Bulgária, Croácia, Grécia (na ilha de Creta), China, Vietnã, Venezuela e Argélia. A Turquia também expressou o desejo adquirir o S-300. Nos anos 1990, os EUA compraram componentes do S-300 para estudá-los. Com base na tecnologia de S-300 e assistência de especialistas russos, foi construído o sistema de mísseis antiaéreos sul-coreano Cheolmae-2.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Armas da Rússia

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.