Sukhoi entrega primeiro Su-34 de novo contrato com a Força Aérea Russa

Aeronave Su-35, ainda mais forte do que Su-34, será também entregada à FAR até o final de 2013 Foto: Sukhoi.org

Aeronave Su-35, ainda mais forte do que Su-34, será também entregada à FAR até o final de 2013 Foto: Sukhoi.org

“Em um futuro próximo, a FAR receberá outras aeronaves Su-34", informou, em comunicado publicado em seu site, a empresa Sukhoi.

A empresa de aeronáutica Sukhoi, fabricante dos aviões da família Su, entregou à FAR (Força Aérea Russa) o primeiro bombardeiro tático no âmbito de um contrato para 2013.

"Após a cerimônia de entrega realizada no aeroporto de Novosibirsk, o avião levantou voo e se dirigiu ao local de seu estacionamento. Em um futuro próximo, a FAR receberá outras aeronaves Su-34", informou, em comunicado publicado em seu site, a empresa Sukhoi.

"Os contratos para o fornecimento de aviões Su-34 fechados com o Ministério da Defesa em 2008 e 2010 permitem à empresa manter sua capacidade de produção ocupada em uma perspectiva de longo prazo", adianta o comunicado.

Por sua performance, o Su-34, que pertence à geração de aeronaves 4 +, é capaz de lutar contra alvos terrestres, marítimos e aéreos a qualquer hora do dia ou da noite e em quaisquer condições meteorológicas e regiões geográficas, usando todas as munições disponíveis, inclusive aquelas de alta precisão, afirma a agência “RIA Nóvosti”.

O Su-34 pode transportar até oito toneladas de armas, tem capacidade para voar cerca de 4.000 km e pode desenvolver a velocidade máxima de 1.900 km/hora. Até 2020, a FAR deverá receber mais de 90 aeronaves Su-34. As primeiras aeronaves de produção em série foram lançadas pela fábrica de Novossibirsk em 2006.

O bombardeiro tático Su-34 foi usado pela primeira vez em uma missão de combate no ano passado, quando foi enviado para atacar unidades paramilitares de extremistas no Daguestão e Inguchétia (repúblicas federadas da Rússia no Cáucaso Setentrional). A informação é da revista Air International. Segundo o veículo, os militares ficaram satisfeitos com a aeronave.

No entanto, o blogueiro BMPD afirma que o Su-34 teria tido seu batismo de fogo na guerra de cinco dias contra a Geórgia em 2008.

 

Publicado originalmente pelo Vzgliad

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.