“Hackers patriotas” invadem sites de veículos de comunicação russos

Foto: Flickr / dustball

Foto: Flickr / dustball

Muitos dos meios de comunicação afetados pelo grupo estão alinhados com a oposição do governo.

Vários meios de comunicação de São Petersburgo e o popular canal de TV on-line Dojd sofreram invasão de hackers nesta quinta-feira (9).

“Houve um ataque DDoS na manhã de quinta-feira. Nosso serviço de TI fez todo o possível para fazer o site voltar a funcionar”, declarou o editor-chefe do jornal on-line Fontaka.ru à agência de notícias RIA Nóvosti.

Os sites dos veículos “Novaia Gazeta” e “Ekho Moskvi”, em São Petersburgo, também foram afetados. “Nosso site ficou fora do ar e prontamente suspeitamos de um ataque envolvendo hackers”, disse o editor da rádio “Ekho Moskvi”.

A rede de TV on-line Dojd publicou um comunicado no Facebook explicando a situação. “Caros espectadores, o www.tvrain.ru site está temporariamente indisponível – estamos sob ataque de DDoS”.

O comunicado descreveu a invasão como “mais grave do que inicialmente se pensava”, mas tranquilizou seu público de que a empresa estava “fazendo todo o possível para voltar ao ar”, mencionando que alguns dos seus conteúdos também estavam disponíveis no site http://youtube.com/user/tvrain.ru.

Até as 3 da tarde da quinta-feira, o Fontanka.ru tinha voltado a funcionar normalmente , mas os veículos “Novaia Gazeta” e “Ekho Moskvi” ainda estavam fora do ar na cidade de São Petersburgo, assim como o canal Dojd.

No entanto, os internautas russos também relataram problemas com os sites nacionais do “Novaia Gazeta”, “Ekho Moskvi” e a página russa da revista “Forbes”.

Muitos dos veículos afetados são vistos na Rússia como sendo menos influenciados pela autocensura e mais alinhadas com a oposição do que com os tradicionais meios de comunicação russos.

O grupo “Khomiachki” (Pequenos hamsters, em português), composto por “hackers patriotas” postou um vídeo em seu site, assumindo responsabilidade pelas invasões de 9 de maio e dizendo que o ataque foi programado para coincidir com o Dia da Vitória – data em que é comemorada a vitória soviética sobre a Alemanha nazista.

Não houve análise independente da origem do ataque ou confirmação da informação do grupo.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.