Conquista russa além da Terra

Em 12 de abril de 1961, o cosmonauta soviético Iúri Gagárin realizou o primeiro voo espacial Foto: Reuters/Vostock Photo

Em 12 de abril de 1961, o cosmonauta soviético Iúri Gagárin realizou o primeiro voo espacial Foto: Reuters/Vostock Photo

Para celebrar o Dia da Cosmonáutica, Gazeta Russa reuniu as últimas notícias que revelam a evolução do setor espacial russo.

Em 12 de abril de 1961, o cosmonauta soviético Iúri Gagárin realizou o primeiro voo espacial tripulado da história partindo da base de lançamentos espaciais de Baikonur. Desde então, o país começou a celebrar o Dia da Cosmonáutica nessa data para exaltar os grandes feitos da indústria espacial russa.

Como de praxe, a comemoração deste ano conta com várias atividades, que vão desde desfiles artísticos de grupos vestidos como Gagárin a eventos para crianças no Planetário de Moscou, onde os jovens terão a oportunidade de conversar com cosmonautas, conhecer o funcionamento de uma estação espacial e entender um pouco mais sobre o espaço.

Para ilustrar a evolução da indústria espacial russa e destacar as novidades da área, a Gazeta Russa fez um apanhado das notícias recentes que fazem da Rússia um dos líderes no espaço.

Governo russo inicia reforma ambiciosa do setor espacial

O governo russo aprovou, no ano passado, um plano de reforma para a indústria espacial. De acordo com o plano, em 2020, o volume da produção no setor espacial russo deve dobrar em relação a 2011, enquanto a fatia da Rússia na produção mundial de equipamento espacial deverá aumentar de 10,7% para 16% ao longo desse período.

Mudança de geração

Depois de 2020, o foguete transportador Proton será substituído gradualmente pelo veículo lançador de nova geração Angará, cujo teste de lançamento está previsto para este ano. O veículo espacial Angará começou a ser desenvolvido em 1995 e possui um módulo de foguete universal a partir do qual será criada uma família inteira de veículos lançadores de diferentes classes.

Grandes obras no Extremo Oriente

Em 2013, algumas instalações do centro de lançamentos espaciais Vostótchni, em construção no Extremo Oriente, serão colocadas em operação. Os primeiros lançamentos deverão começar em 2015, ano em que será conduzida a primeira missão tripulada a partir dessa base.

Voo de curta duração para a ISS

A expedição espacial que partiu da base de lançamentos de Baikonur no último dia 29 levou apenas seis horas para chegar à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês). Antes, a viagem levava dois dias. A tripulação composta por dois cosmonautas russos e um astronauta norte-americano foi conduzida à ISS a bordo da espaçonave russa Soiuz TMA-08M.

Guia de satélites

A Rússia continua desenvolvendo seu sistema de localização por satélite Glonass, além de realizar lançamentos comerciais no interesse de outros países. Ainda neste mês, o veículo lançador de satélites russo Proton colocará um satélite canadense em órbita circunterrestre, após a bem sucedida instalação de um satélite mexicano em março. Cabe lembrar também que a maior empresa de satélite do mundo, a Intelsat, continua lançando seus satélites com a ajuda de foguetes russos.

 

Publicado originalmente pela RIA Nóvosti 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.