Os 10 projetos mais promissores da indústria armamentista russa

Ministro da Defesa russo, Serguêi Choigu Foto: Mil.ru

Ministro da Defesa russo, Serguêi Choigu Foto: Mil.ru

O Conselho Público junto à comissão governamental para a indústria armamentista presidida pelo vice-primeiro-ministro, Dmítri Rogozin, enviou à Fundação de Projetos de Pesquisa Avançada um relatório contendo a lista dos 10 projetos de pesquisa de alto risco mais promissores da Rússia. Confira abaixo a relação completa dos itens programados.

1. Órgãos como peças de reposição

A lista começa com projetos em matéria de tecnologias biomédicas. Seu objetivo é criar tecnologias para o salvamento de vidas em situações em que os métodos atuais não dão resultado. Para tanto, os autores do relatório desafiam a FPPA a construir órgãos e tecidos a partir de células humanas, "aplicando uma cultura celular a uma armação sintética ou protéica".

2. Aranha robótica salva-vidas

O trabalho de procurar e encontrar soldados feridos no campo de batalha e lhes prestar os primeiros socorros médicos poderia ser executado por robôs em forma de aracnídeos, afirmam os autores do relatório. O objetivo do projeto é construir um robô para as equipes médicas ou para um conjunto robótico de retirada de feridos do campo de batalha.

3. Unidade móvel de sangue 

A produção de sangue humano artificial merece especial atenção, na opinião dos autores do relatório. Portanto, pedem à FPPA para pensar sobre a criação de uma unidade móvel para a produção de cerca de 100 kg de células vermelhas do sangue por dia, precursores dos trombócitos e medicamentos geneticamente modificadas.

Concebida como instituição análoga da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DAPRA, na sigla em inglês) dos EUA, a Fundação de Projetos de Pesquisa Avançada da Rússia (FPPA) tem a função de promover os projetos de pesquisa de alto risco no interesse da defesa do país com o objetivo de obter resultados completamente novos nas áreas técnico-militar, tecnológica, econômica e social. O orçamento da entidade é de 150 milhões de rublos (cerca de R$ 9,5 milhões), devendo aumentar, em um futuro próximo, para 3 bilhões de rublos (cerca de R$ 190 milhões), segundo o vice-primeiro-ministro Dmítri Rogozin, responsável pela indústria armamentista, no final de janeiro passado.mil são estrangeiros vindos de 146 países

4. Órgãos congelados

O problema da criopreservação de órgãos humanos é também relevante. Agora, de acordo com os dados citados pelos autores do relatório, o prazo de conservação de órgãos e tecidos humanos para fins de transplante a 4 graus positivos é de 24 horas enquanto o desenvolvimento da tecnologia de criopreservação poderia aumentá-lo para um ano ou mais.

5. "Fábricas vivas"

Os autores do relatório consideram necessário elaborar uma tecnologia de produção de combustível a partir de celulose (biodiesel) e de materiais industriais com base nas mais recentes conquistas da bioquímica e software. Segundo eles, a indústria nacional deve aprender a produzir materiais de construção e combustível com a tecnologia de biologia sintética e biotecnologia industrial.

6. Trens elétricos movidos a bateria

Os autores do relatório consideram a construção de baterias completamente novas como boa solução para ampliar a gama de recursos energéticos. Propõem construir baterias com uma potência igual ou até superior a um megawatt para acumular a energia elétrica para grandes consumidores como trens, fábricas e assentamentos populacionais.

7. De Moscou a Vladivostok em 3 horas

A idéia é construir um trem hipersônico a vácuo ou um trem de levitação magnética (Maglev) para reduzir o tempo de viagem entre regiões do país. "A construção de Maglev capaz de desenvolver uma velocidade de até 600 km por hora ou de um trem a vácuo, capaz de circular a milhares de km por hora, permitirá reduzir o tempo de viagem entre Moscou e Vladivostok para duas ou três horas e colocará a Rússia a par dos países europeus em termos de velocidade da locomoção dentro do país", afirmam os autores do relatório.

Os projetos acima citados não esgotam o potencial de geração de idéias dos autores do documento. Eles sugerem ainda construir uma aeronave hipersônica para percorrer a distância entre Moscou e Petropavlovsk-Kamtchatski em uma hora e chegar à costa do Pacífico dos EUA, em duas.

8. Elevador para o espaço e minas em Marte

O projeto mais ambicioso é o de elevador espacial: um sistema de transporte por cabo. "A construção de um elevador espacial tornará economicamente viável a extração de recursos naturais em objetos espaciais , da Lua a Marte  e asteróides, e permitirá organizar em órbita a montagem de espaçonaves pesadas para voos de longo curso dentro do sistema solar", dizem os autores do relatório, afirmando que a NASA (Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço dos EUA) já está financiando os trabalhos nesse sentido. 

9. "The Matrix" à russa

A FPPA é desafiada também a elaborar uma série de sistemas de comando de conjuntos de reconhecimento e ataque e de reconhecimento e de fogo a serem integrados às unidades terrestres de equipamentos robóticos e de aviões não tripulados. No futuro, os sistemas e unidades acima mencionados podem vir a constituir uma única "rede inteligente".

10. Exterminadores ao serviço das Forças Armadas

O último projeto da lista se refere ao equipamento robótico militar e é dividido em subprojetos, entre os quais os de robô para trabalhos prolongados nas águas profundas, de aeronave estratosférica de reconhecimento, de patrulha robótica terrestre no chassi automotivo e de exoesqueleto para amplificar a força muscular humana são especialmente relevantes. Mesmo assim, os autores do relatório não negam que será necessário muito tempo para que os robôs alcancem as capacidades de um soldado comum ou de   equipamentos dirigidos pelo homem. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.