Ijmach começa a desenvolver sistemas de armamento

Vladímir Zlobin (segundo à dir.) mostra rifle AK-12 para o vice-premiê, Dmítri Rogozin (dir.) Foto: ITAR-TASS

Vladímir Zlobin (segundo à dir.) mostra rifle AK-12 para o vice-premiê, Dmítri Rogozin (dir.) Foto: ITAR-TASS

Fábrica de armas recebeu autorização do Ministério da Defesa para abastecer as agências nacionais de segurança.

A assessoria de imprensa da Ijmach comunicou à agência de notícias Itar-Tass, na terça-feira passada (2), que os especialistas do departamento de design e tecnologia da empresa iniciaram o desenvolvimento de pistolas, lançadores automáticos de granadas, rifles sniper e metralhadoras. 

“Nossa intenção é abastecer as agências de segurança com novos sistemas de armamentos, conforme estabelece o programa de modernização do exército russo”, afirmou a porta-voz da empresa, Elena Filatova.

De acordo com Vladímir Zlobin, projetista-chefe da Ijmach, trata-se de armas de pequeno porte, do tipo modular, o que permite simplificar a produção e posterior modernização dos produtos.

Zlobin também destacou que é possível haver mudanças no layout, como maior utilização do esquema “Bullpup”, no qual o mecanismo de impacto e o carregador da arma ficam posicionados na coronha, atrás do gatilho.

Além disso, serão criadas munições com nova solução balística para os equipamentos de disparo. Elas irão possuir características superiores quanto à precisão do tiro, alcance efetivo dos alvos e maior capacidade de perfuração.

No último dia 11, a Ijmach recebeu, pela primeira vez em 205 anos de existência, a licença do órgão federal responsável pelos contratos do Ministério da Defesa, para o desenvolvimento, produção e venda de munição.

“Não apenas poderemos desenvolver produtos apropriados aos tipos de munição já existentes, mas também projetar toda uma gama de complexos sistemas de armamento”, destacou Zlobin.

 

Publicado originalmente pelo Vzgliad

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.