Embraer conclui pesquisa com instituto russo

Os testes foram realizados no túnel de vento transônico T-128. Foto: tsagi.ru

Os testes foram realizados no túnel de vento transônico T-128. Foto: tsagi.ru

Equipe conjunta finalizou os testes de uma nova asa aeroelástica para aviões comerciais.

De acordo com o Instituto Central de Aero-hidrodinâmica da Rússia (Tsagi , na sigla em russo), o modelo da nova asa foi projetado e construído pelos engenheiros do departamento de resistência e aeroelasticidade do instituto a partir de informações apresentadas pela Embraer.

“A equipe conjunta de especialistas do Tsagi e da Embraer completou com sucesso o programa de testes planejado e está processando os dados obtidos”, disse uma fonte do Tsagi ao jornal russo “VPK”.

A estrutura do modelo permite analisar a aeroelasticidade da asa com diversas terminações, assim como variar a rigidez do ponto duro e da rotação do aileron. Em seu interior foi instalado um sistema de excitação inercial de ondas elásticas, acionado por um mecanismo eletro-hidráulico, para gerar e registrar oscilações forçadas com e sem fluxo de ar.

O sistema de medição usou mais de 110 canais de registro de dados para medir a deformação da asa e das molas principais, assim como a aceleração (mais de 30 pontos em função da configuração) e a pressão não estacionária em três seções da asa (60 pontos). Também foram realizados testes de flutter (vibrações).

 

Publicado originalmente pelo VPK

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.