Nasa deve utilizar espaçonaves Soiuz até 2017

Foto: NASA / Press photo

Foto: NASA / Press photo

"Até o final de março, vamos preparar todos os documentos legais relacionados ao transporte de astronautas americanos, europeus, japoneses e canadenses para a ISS por meio da espaçonave Soiuz”, disse o diretor do departamento de programas de voos tripulados da Roskosmos, Aleksêi Krasnov

A Agência Espacial Russa (Roskosmos) e a Nasa (agência espacial americana) estão discutindo a possibilidade de renovar por mais um ano o contrato de transporte de astronautas estrangeiros para a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) por meio de espaçonaves russas Soiuz.

"Até o final de março, vamos preparar todos os documentos legais relacionados ao transporte de astronautas americanos, europeus, japoneses e canadenses para a ISS por meio da espaçonave Soiuz. O contrato terá validade no período entre meados de 2016 e meados de 2017", disse em entrevista à agência de notícias Interfax-AVN na última segunda-feira (25) o diretor do departamento de programas de voos tripulados da Roskosmos, Aleksêi Krasnov.

O responsável considera prematuro falar sobre o valor do contrato, afirmando, contudo, que ele será revelado assim que for assinado.

De acordo com Krasnov, a hipótese de renovação de contrato é discutida desde o ano passado.

Os EUA estão interessados ​​em receber esse serviço porque as empresas comerciais ainda não estão prontas para transportar astronautas para a ISS e porque a Nasa não possui seus próprios veículos transportadores, depois de ter retirado de serviço seus ônibus espaciais.

Em março de 2011, a Nasa anunciou ter fechado com a Roskosmos um contrato no valor de US$ 753 milhões sobre a compra de 12 vagas nas naves Soiuz para levar e trazer da ISS seus astronautas no período de 2014 a junho de 2016.

Em abril de 2010, Nasa e Roskosmos fecharam um contrato de transporte de astronautas para a ISS no valor de US$ 335 milhões, segundo o qual, em 2013, a Rússia deve levar e trazer da ISS seis astronautas.

Em maio de 2009, um contrato semelhante no valor de US$ 306 milhões foi fechado para transportar para a ISS e trazer de volta seis astronautas em 2012.

 

Publicado originalmente em russo pelo VPK 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.