Três astrônomos russos receberam prêmio internacional Wilson

Foto: PhotoXPress

Foto: PhotoXPress

Três dos cinco astrônomos amadores que conquistaram o prêmio internacional Edgar Wilson neste ano são russos. O título é concedido por descobertas de novos cometas com o auxílio de equipamento amador.

Três astrônomos amadores russos receberam o prêmio internacional Edgar Wilson por terem descoberto novos cometas com o auxílio de equipamento amador, informou o Observatório Astrofísico Smithsonian, nos Estados Unidos na semana passada.

Prêmio Edgar Wilson

Criado em memória do empresário americano Edgar Wilson no ano de 1998, o prêmio é concedido pelo Observatório Astrofísico Smithsonian a pessoas que descobrem um ou mais cometas usando equipamento amador. Além do prêmio de 20 mil dólares, distribuídos entre os vencedores, todos ganham uma placa comemorativa.

Um dos russos, Leonid Elénin, funcionário do Instituto Keldysh de Matemática Aplicada de Moscou, recebeu este troféu pela segunda vez consecutiva. Ele havia sido agraciado com o título em 2011 pela descoberta do primeiro cometa “russo” C/2010 X1, que ganhou enorme fama entre os pregadores do fim do mundo no ano de 2012. Já o prêmio deste ano foi entre pela descoberta do cometa P/2011 N1, identificado em julho de 2011.

Os outros dois russos, Vladímir Guerke e Artiom Novitchonok, também dividiram o prêmio pela descoberta do cometa P/2011 R3 em setembro de 2011.

Os outros dois vencedores não russos do prêmio Wilson foram o australiano Terry Lovejoy, que em novembro de 2011 visualizou o cometa C/2011 W3, e o norte-americano Fred Bruenjes, pela descoberta do cometa C/2012 C2 em fevereiro de 2012.

 

Publicado originalmente pela agência RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.