Brics precisam adotar medidas para economia digital, diz Kremlin

Criminalidade on-line aumenta diante de avanços tecnológicos

Criminalidade on-line aumenta diante de avanços tecnológicos

Shutterstock/Legion Media
Decisão é motivada por vulnerabilidade do meio virtual a ameaças globais, incluindo invasão a instituições de financeiras e propagação de malware.

Os países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) devem implementar medidas de segurança abrangentes que os permitam migrar para uma economia digital, disse um alto funcionário do Ministério do Interior russo na terça-feira (6).

“Os problemas da criminalidade são inerentes a todos os países do mundo, incluindo os do Brics. A transição para uma economia digital deve, obviamente, ser acompanhada de amplas medidas de segurança”, disse Aleksêi Mochkov, chefe do departamento K do Ministério do Interior russo, em um fórum na Sibéria Ocidental.

“A experiência dos últimos anos demonstra a vulnerabilidade do meio digital às ameaças globais”, acrescentou Mochkov, referindo-se a ataques recentes direcionados a instituições de crédito e financeiras e à propagação de malware.

“Os perpetradores assimilam tecnologias avançadas de forma rápida e eficaz, desenvolvem esquemas criminosos complexos e usam imperfeições dos serviços eletrônicos para buscar novos métodos de obter renda por meio de crimes”, ressaltou.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.