Exim Bank abre inscrições para 2º Prêmio de Pesquisa Econômica do Brics

Objetivo de premiação é estimular pesquisas avançadas sobre assuntos econômicos de relevância para os Brics

Objetivo de premiação é estimular pesquisas avançadas sobre assuntos econômicos de relevância para os Brics

Zuma/Global Look Press
Acadêmicos dos cinco países do grupo poderão submeter teses até 10 de maio. No ano passado, prêmio foi concedido ao professor brasileiro João Prates Romero.

O Banco de Exportação-Importação da Índia (Exim Bank), instituição de desenvolvimento indiana nomeada para atuar sob o Mecanismo de Cooperação Interbancária do grupo, convida pesquisadores dos cinco países do Brics, incluindo o Brasil, a concorrer ao Prêmio de Pesquisa Econômica do Brics 2017.

“Teses de doutorado de cidadãos de qualquer um dos cinco países-membros do Brics, ou seja, Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que tenham sido reconhecidas por instituições acadêmicas entre  janeiro de 2012 a março de 2017, são elegíveis a participar e receber o prêmio”, informou o banco por meio de uma nota na imprensa.

As inscrições para o prêmio estão abertas até 10 de maio.

Para participar, os projetos devem estar relacionados a temas da esfera econômica, como comércio exterior, economia global e financiamento.

A ideia é premiar teses que discorram sobre “questões relevantes para os países do Brics e para o banco de desenvolvimento do grupo, tais como (mas não limitados a) economia internacional, comércio exterior, investimentos estrangeiros diretos, joint ventures, e políticas que afetem o comércio e os investimentos”, informou o banco.

O primeiro Prêmio de Pesquisa Econômica do Brics foi concedido ao professor brasileiro João Prates Romero em outubro de 2016, durante a Cúpula do Brics em Goa.

Romero, que leciona na Faculdade de Ciências Econômicas (Face) e do Cedeplar, recebeu o prêmio pela tese “Technical progress and structural change: the roles of demand and supply in economic growth”, defendida na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, em julho de 2015.

Seu trabalho ressaltou a importância da produção de média e alta tecnologia para o desenvolvimento.

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.