Ministros do Meio Ambiente do Brics definem linhas de parceria

Documento assinado em Goa deve passar pela aprovação de países-membros.

Documento assinado em Goa deve passar pela aprovação de países-membros.

Na Índia, chefes das pastas assinaram memorando de cooperação.

Os ministros do Meio Ambiente dos países dos Brics definiram, no último sábado (17), as principais linhas de cooperação e assinaram um memorando em reunião em Goa, na Índia.

"Os ministros responsáveis pelas questões ligadas ao meio ambiente do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul definiram alguns dos principais problemas que exigem uma união de forças para sua resolução. Eles estão ligados à qualidade do ar, contaminação da água, defesa da biodiversidade, mudanças no clima global, assim como o problema da reciclagem do lixo", disse o chefe da pasta na Rúsia, Serguêi Donskoi.

O russo acrescentou que esses pontos foram acrescentados ao segundo parágrafo do Memorando de Cooperação para Questões de Defesa do Meio Ambiente que foi elaborado durante o encontro.

Os ministros também planejam criar uma agenda no campo dos objetivos globais para um desenvolvimento estável até o ano de 2030. O documento, agora, deve passar pela aprovação dos países-membros.

"O encontro de ministros do Meio Ambiente do Brics aconteceu na esteira das decisões que foram colocadas ainda no primeiro encontro entre os chefes das pastas, em 2015, em Moscou, além da reunião do grupo de trabalho para ecologia em São Petersburgo, em abril daquele ano.  O memorando se tornou um resultado importante desse encontro. Chegamos a acordo para desenvolver a parceria ecológica entre os Brics com base na igualdade, na cooperação e nos benefícios mútuos. O princípio do consenso é a base de nosso trabalho", disse ainda Donskoi.

Ele acrescentou que a realização dos pontos estabelecidos no memorando exige um grupo de trabalho do Brics constantemente ativo para questões ligadas ao meio ambiente, além de encontros regulares entre os chefes das pastas que se ocupam da ecologia nesses países.

"A parte russa considera que nosso principal objetivo é passar da discussão dos problemas aos projetos concretos conjuntos o quanto antes", disse Donskoi.

Com materiais da agência de notícias Tass.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.