Brics são essenciais para o equilíbrio internacional, diz Assad

Assad: "Brics limitam tentativa de interferência em assuntos internos”

Assad: "Brics limitam tentativa de interferência em assuntos internos”

AFP/East News
Em encontro com diplomata sul-africano, líder sírio destacou papel do grupo no cenário político e lamentou que países ocidentais não permitam “opiniões independentes”.

Os países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) desempenham um papel fundamental no equilíbrio das relações internacionais, declarou o presidente da Síria, Bashar Al-Assad, durante uma reunião com o vice-ministro das Relações Internacionais e Cooperação da África do Sul, Nomaindia Mfeketo.

"Os países-membros do Brics, incluindo a África do Sul, permitem estabelecer um equilíbrio nas relações internacionais que limita a hegemonia do Ocidente e as tentativas de interferir nos assuntos internos dos Estados independentes”, disse Assad.

Segundo o líder sírio, os países ocidentais não precisam de aliados, mas querem estabelecer controle sobre outros países, que “não podem ter opiniões independentes”.

Originalmente publicado pela agência Ria Nôvosti

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.