Ministros dos Brics criticam monopólio na internet

André Figueiredo (Brasil), Nikolai Nikiforov (Rússia), Deepak Saksena (Índia), Miao Wei (China) e Cwele Siyabonga (África do Sul)

André Figueiredo (Brasil), Nikolai Nikiforov (Rússia), Deepak Saksena (Índia), Miao Wei (China) e Cwele Siyabonga (África do Sul)

brics2015.ru
Chefes da pasta de Comunicações se reuniram na capital russa para discutir estratégias voltadas ao setor de TI. Desenvolvimento de rede de telefonia móvel de quinta geração (5G) pode se tornar um dos projetos prioritários do grupo.

Os países do Brics devem dar apoio a empresas de TI (tecnologia da informação) e abrir seus mercados entre os membros para desafiar o monopólio dos Estados Unidos no setor, ressaltou o ministro das Comunicações russo, durante a primeira reunião entre líderes da pasta de Comunicações do grupo, em Moscou.

“No mercado de TI e na esfera da internet, existe o monopólio de um ou alguns Estados e apenas algumas empresas”, acrescentou Nikolai Nikiforov, em coletiva de imprensa após o encontro. “Essas empresas agem como parte da máquina do Estado, e não como figuras independentes do mercado.”

“Todos os Brics estão interessados em ampliar a cooperação em tecnologias de informação e comunicação. Cada membro do grupo apresenta vantagens em uma esfera particular, e hoje essas tecnologias são um motor para o crescimento econômico”, acrescentou Nikiforov.

O ministro brasileiro das Comunicações, André Figueiredo, também destacou as oportunidades do mercado de tecnologia para o desenvolvimento social e econômico dos países, mas advertiu contra os desafios para implantação de novas plataformas, como a questão da segurança.

Em 2014, o número de usuários de internet nos Brics chegou a 1,2 bilhão, ou 40% da população mundial. Apesar de iniciativas de sucesso no setor, a infraestrutura de rede dos Brics está defasada em relação a de países desenvolvidos.

Parte dos recursos do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics, cujas operações tiveram início em julho, deverão ser destinados a ampliar a cooperação na área de TI.

5G do Brics

No encontro realizado em 22 e 23 de outubro, os ministros das Comunicações do Brics abordaram também estratégias para fomentar a cooperação na área de comunicações e o desenvolvimento do ecossistema de governança da internet.

Um dos principais objetivos é o desenvolvimento conjunto de uma rede de telefonia móvel de quinta geração (5G).

“Gosto da ideia de sincronizar nossos esforços para promover a rede 5G, porque, se fizermos isso rapidamente no âmbito do Brics, isso significa fortalecer a posição desse padrão e tomar decisões relativas à rede para praticamente metade da população do mundo”, disse Nikiforov.

Os ministros concordaram ainda em criar um grupo de especialistas para elaborar um plano de ação com as propostas registradas no comunicado final. A próxima reunião entre os líderes da pasta de Comunicações dos Brics acontecerá na Índia.

Com material da agência de notícias Tass e do site oficial do Brics

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.