Pútin propõe abolição de visto para turistas dos Brics

Aleksêi Drujinin/TASS
Medida já válida para o Brasil vai se estender a demais membros do grupo e outros países. Prazo para governo enviar propostas sobre regime de isenção de vistos expira em 30 de outubro.

O presidente russo Vladímir Pútin instruiu o governo a apresentar propostas sobre a possibilidade de isenção de visto para os turistas dos países-membros do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e outros Estados que serão confirmados em breve.

Em portaria publicada no site do Kremlin, o presidente pede ao governo que apresente, até 30 de outubro, “propostas visando à possibilidade de entrada sem visto e permanência de curto prazo no território da Federação Russa para os cidadãos estrangeiros que chegam ao país como turistas a partir de países do Brics e outros países cuja lista será confirmada”.

Apesar de beneficiar todos os membros do Brics, a medida não terá grande efeito para o Brasil, já que, desde junho de 2010, visitantes brasileiros não necessitam de visto para entrar na Rússia se a viagem não exceder 90 dias.

A ideia de isenção de visto dentro do bloco foi proposta pela primeira vez em 2013, na quinta cúpula do Brics, em Durban, na África do Sul. “Já introduzimos acesso simplificado para empresários dos países dos Brics à África do Sul”, declarou o ministro do Interior sul-africano, Malusi Gigaba, em fevereiro passado.

De portas abertas

Pútin também incumbiu os parlamentares de preparar outro projeto, até 1º de dezembro, para facilitar as viagens de estrangeiros convidados para eventos esportivos, culturais, científicos e reuniões de negócios.

Com prazo semelhante, o gabinete do primeiro-ministro Dmítri Medvedev deve apresentar uma proposta para aumentar o número de portos russos que aceitam turistas estrangeiros e impulsionar o turismo de cruzeiros, com especial atenção às regiões costeiras no norte e no extremo oriente do país.

Também foi aventada a criação de um Conselho de Coordenação para o desenvolvimento do turismo interno e turismo, sob controle do governo, com a missão de promover produtos turísticos nacionais.

Com material da agência Interfax e dos veículos The Moscow Times e Russia Today

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.