Os russos e os feriados

Foto: Alamy / Legion Media

Foto: Alamy / Legion Media

Conheça as regras de sobrevivência para profissionais estrangeiros que mantêm relacionamento com empresas russas.

Para os russos, os feriados são sagrados. Ponto final. Não se sabe ao certo, se pelo clima severo do norte ou se da União Soviética, mas nós herdamos a percepção de trabalho como uma responsabilidade desgastante. Na Rússia, os feriados são festejados do fundo da alma e em grande estilo. Em homenagem a eles, nós bebemos, esvaziamos as carteiras, e, como os judeus no Shabat, de maneira alguma tocamos no trabalho.

No entanto, os russos podem ser bem-sucedidos nos negócios, se soubermos como ajustar o trabalho à essas características nacionais. Vou citar alguns exemplos para determinados períodos do ano:

Véspera de Ano Novo

Esse é, talvez, o nosso feriado mais importante. Nessa época, todo cidadão russo entra em uma espécie de coma festivo por, pelo menos, 10 dias. Isso acontece porque comemoramos o Natal no dia 7 de Janeiro (as datas da Igreja Ortodoxa Russa são baseadas no calendário gregoriano) e o Estado presenteia a população com os feriados por todo o período, começando do final de dezembro . É necessário ressaltar, contudo, que o trabalho para em todo o país.

Portanto, se você pretende começar a discutir algum projeto com uma empresa russa no início do ano, marque as reuniões, negociações e apresentações para depois de 15 de janeiro. Mas meu conselho é: espere até o início de fevereiro. Até lá, todos já terão descansado o suficiente e estão, aos poucos, entrando no ritmo de trabalho.

Igualmente, se você está planejando um projeto com término para o final do ano, é melhor adiar a sua conclusão para meados de janeiro do próximo ano. As empresas russas se deparam com um monte de obrigações administrativas no final de cada ano. Além disso, todos os funcionários em dezembro vivem em outro estado de espírito e não têm cabeça para avaliações nem conclusões.

Não vale a pena se esforçar para fechar novos acordos nesse período. Se a sua proposta é sólida e promissora, mas dezembro já chegou, é melhor fazer ligações para conhecer o parceiro e/ou enviar uma apresentação. Mas nem pense em negociação: apenas demonstre a intenção de começar o relacionamento no próximo ano. Não pressione com detalhes supérfluos antes do Ano Novo, pois ninguém vai se lembrar deles e ninguém vai querer conhecê-los. Eles vão pensar que você é um chato que sequer sabe relaxar em um feriado. E a mentalidade russa não perdoa a incapacidade de relaxar.

Feriados de maio

Nos tempos soviéticos, os russos passaram a comemorar o dia do trabalho. Mas em vez de ser apenas um dia, trata-se de uma semana e meia que começa em 9 de maio, quando é celebrado o Dia da Vitória na Segunda Guerra Mundial.

Se você é um parceiro internacional, precisa tentar marcar todas as negociações e reuniões para meados de abril. Antes dessa data, tenha tempo suficiente para obter os resultados provisórios do projeto. Lembre-se de que muitos funcionários saem de férias nesses dias, então não se assuste se ninguém responder às suas chamadas e e-mails entre o final de abril e meados de maio.

Verão

Nosso inverno é tão longo e rigoroso que os três meses do verão são acolhidos como uma celebração ininterrupta. Tentamos fazer caber em três meses alguns feriados, idas semanais às nossas casas de campo (as chamadas datchas) e as saídas com antecedência do trabalho. Não se surpreenda se sexta-feira após as 15h00 a sua chamada for atendida pela faxineira; os funcionários mais graduados já estarão parados nos engarrafamentos, tentando sair da cidade.

É melhor planejar para o verão aqueles projetos de longa duração, que não demandam execução muito rápida. No verão, os russos estão de bom humor e farão um trabalho de qualidade, mas sem pressa. Você pode agendar negociações, que transcorram lentamente, fazer estudos de marketing e atividades de team building. Não force nada e seus parceiros russos serão gratos.

Em compensação, com o início do outono, você pode esperar um grande salto em termos de atividade. Antes do Ano Novo, os russos querem ter tempo para fazer tudo, para que então venham as férias de inverno e seja possível dizer: “Puxa, trabalhamos tanto esse ano!”.

 

Leonid Frolov  é cofundador da web startup Venture Street, com sede em Moscou

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.