Brasil negocia compra de helicópteros de combate russos

Prioridade brasileira está nas aeronaves de combate, segundo embaixador em Moscou

Prioridade brasileira está nas aeronaves de combate, segundo embaixador em Moscou

Joao Paulo Moralez
Aeronaves serão usadas na luta contra o tráfico de drogas.

Brasília e Moscou iniciaram negociações sobre a compra de um novo lote de helicópteros militares, declarou o embaixador do Brasil na Rússia, Antônio Guerreiro.

“O Brasil está interessado na compra de mais um lote de helicópteros russos de nova geração. Já iniciamos as conversas, e creio que, no final, chegaremos a um acordo sobre condições mutuamente vantajosas", declarou Guerreiro à agência de notícias Interfax.

Segundo ele, a criação de uma frota de helicópteros modernos é uma tarefa urgente para o Brasil, que precisa intensificar a luta contra o tráfico de drogas.

"Helicópteros modernos facilitarão a supressão de rotas de tráfico de drogas e de todas as formas de contrabando. Assim, damos mais atenção não a helicópteros de múltiplas funções, mas aos de combate”, disse.

Além disso, Brasília estaria interessada na criação de joint ventures com a Rússia e na localização da produção de equipamentos militares em território brasileiro.

"Posso afirmar que a demanda é real, e a parte brasileira já confirmou oficialmente seu interesse em aeronaves russas", acrescentou.

Os tipos e modelos dos helicópteros ainda não foram determinados. Segundo Guerreiro, a escolha dependerá das condições do contrato, entre elas, os preços.

Em conformidade com contrato firmado em 2008, a Rússia entregou 12 helicópteros de combate Mi-35 ao país em 2014.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.