Jogador brasileiro do CSKA Moscou pretende manter dupla cidadania

Mario Fernandes (centro) em disputa contra Terek Grózni durante o Campeonato Russo

Mario Fernandes (centro) em disputa contra Terek Grózni durante o Campeonato Russo

Serguêi Bobilev/TASS
Mario Fernandes, que tentará obter passaporte russo, não renunciará ao brasileiro. Discussão sobre o processo será realizada antes do início da temporada 2016-2017.

O lateral-direito brasileiro Mario Fernandes, que atua pelo clube CSKA Moscou, planeja obter um passaporte russo, mas já garantiu que não irá renunciar à cidadania brasileira, segundo informou a agência TASS nesta segunda-feira (11).

“Tudo está certo, vou manter a dupla cidadania, tanto da Rússia e do Brasil”, disse. A questão da cidadania russa será discutida com os gestores do CSKA antes do início da temporada 2016/2017.

O jogador foi vendido do Grêmio para o CSKA em abril de 2012, quando foi celebrado um contrato de 14 milhões de euros e válido por cinco anos.

Mario Fernandes estreou pela seleção brasileira em outubro de 2014, em Cingapura, onde entrou no lugar do lateral direito Danilo e ajudou o Brasil a vencer por 4 a 0.

No passado, o jogador Roman Neustaedter, nascido na URSS, teve de renunciar à cidadania alemã para obter o passaporte russo e jogar pela seleção nacional.

Com material da agência de notícias TASS

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?      
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.