Embraer poderá adquirir novo motor de aviões russo

Novo avião de passageiros MC-21 terá produção em série a partir de 2017

Novo avião de passageiros MC-21 terá produção em série a partir de 2017

Aleksandr Korolkov\RG
Entre os Brics, China e Índia também mostraram interesse por equipamento, que será instalado no avião de passageiros russo MC-21.

O novo motor para aeronaves PD-14 poderá ser instalado não só no novo avião de passageiros russo MC-21, mas também em aeronaves estrangeiras, informou o porta-voz da fabricante Russian United Motor Company. Segundo ele, o equipamento despertou a atenção de três empresas de países do Brics: a brasileira Embraer, a chinesa Somas e a indiana HAL.

“Ainda não temos acordos assinados, mas esperamos que após a confirmação da competitividade do novo motor e de seus parâmetros econômicos, realizaremos conversações com os parceiros estrangeiros sobre uma cooperação mutuamente benéfica, disse o porta-voz.

Atualmente, a Russian United Motor Company negocia a venda dos novos aviões MC-21, considerado um concorrente do Boeing 737 e do Airbus A-320. O modelo já tem 175 unidades encomendadas, e sua produção em larga escala será iniciada em 2017. O MC-21 será equipado com motores PD-14, que terão apenas 5% de componentes importados.

Estamos apresentando os novos motores e aviões russos nos países da Comunidade dos Estados Independentes, América Latina, Ásia e África, que são os nossos principais mercados”, completou.

Publicado originalmente pela agência de notícias RNS 

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?   
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.