Embratur ganha site em russo e terá escritório no país

EBT em Moscou será o décimo quarto escritório do Instituto fora do Brasil

EBT em Moscou será o décimo quarto escritório do Instituto fora do Brasil

Press Photo
Projeto encabeçado pela Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) prevê divulgação do Brasil como destino turístico entre os russos. Olimpíada será um dos pilares para aumentar fluxo de turistas, que se mantém aquém do potencial.

Em visita oficial à Rússia na semana passada, a comitiva liderada pelo vice-presidente Michel Temer celebrou um acordo para a abertura de um escritório de turismo (EBT) de Moscou em Moscou até o final do ano. O projeto terá parceria do comitê ‘Visit Brasil’, cuja criação também foi anunciada durante o encontro.

Durante discurso, o presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, afirmou que esse tipo de ação já se mostrou eficaz em diversos países da América Latina e da Europa, e depois apresentou a versão russa do site oficial da Embratur (www.visitbrasil.com), que até então estava disponível apenas em português, inglês, espanhol e francês.

“Queremos que os russos tenham acesso a todas as informações necessárias sobre o Brasil. Acreditamos que o nosso site, o nosso comitê e o escritório local irão desempenhar um papel importante no aumento do fluxo de turistas da Rússia para o nosso país”, disse Lummertz.

Além da participação de representantes da própria Embratur e do comitê, funcionários da Embaixada do Brasil em Moscou, da agência Apex, e de operadoras turísticas e transportadoras aéreas também estarão envolvidos na missão de promover o Brasil como destino turístico entre os russos e divulgar informações sobre o país.


Lummertz: "O fluxo de turismo já foi mais intenso, e há espaço para crescer" Foto: Press Photo

De acordo com o presidente da Embratur, o número de turistas russos no Brasil saltou 185% entre 2010 e 2014, e chegou a 37 mil pessoas no ano passado. “Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 serão mais um impulso para o crescimento do setor turístico na economia brasileira. Depois da Copa do Mundo, essa é mais uma oportunidade fantástica para apresentar o Brasil à Rússia e ao mundo”, acrescentou.

O encontro, realizado em 15 de setembro, contou ainda com a presença do embaixador do Brasil em Moscou, Antônio José Vallim Guerreiro, do ministro brasileiro do Turismo, Enrique Eduardo Alves, do presidente da Apex, David Barione, e do gerente-geral da companhia aérea TAP Air Portugal, João Candeias, entre outros.

Sem visto nem turista

Apesar do aumento de visitantes russos nos últimos quatro anos, Lummertz e o ministro do Turismo brasileiro, Henrique Eduardo Alves, chamaram atenção para o fato de que, enquanto milhões de russos viajaram anualmente para o exterior em 2014, apenas 37 mil desses turistas visitaram o Brasil.

“O Ministério, a Embratur e as demais estruturas devem procurar resolver esse desequilíbrio, ainda mais tendo em conta que os cidadãos russos estão dispensados de vistos para viagens turísticas ao Brasil”, reforçou Alves. “E agora ainda teremos grandes eventos, como as nossas Olimpíadas e a Copa do Mundo que será em 2018 na Rússia.”

Para o diretor-geral da operadora turística russa Tour Express, Andrêi Krapivnoi, que qualificou a decisão da Embratur como estratégica, a iniciativa demonstra o alto nível das relações e da cooperação que se estabeleceu entre os dois países.

“Na substituição de ações esporádicas, dispendiosas e ineficazes em questão de relações públicas, deve agora surgir um trabalho em grande escala, sistemático e planejado do comitê brasileiro, com o envolvimento de todas as partes interessadas”, disse Krapivnoi à Gazeta Russa.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.