Clero do Tatarstão vai controlar produção de carne halal no Brasil

Acordo estabelece normas e verificação de abate segundo lei islâmica

Acordo estabelece normas e verificação de abate segundo lei islâmica

Reuters
Normas para abate segundo lei islâmica foram acordadas durante World Food Moscow, a maior feira de alimentos na Rússia. Além do Brasil, Índia também ganhará escritório de representação de comitê russo.

A produção de carne halal (abate feito segundo leis islâmicas) no Brasil e na Índia destinada à Rússia será controlada por especialistas da Administração Espiritual dos Muçulmanos da República Tatarstão (DUM RT, na sigla em russo), conforme acordo assinado com fornecedores durante a feira World Food Moscow.

Segundo a assessoria de imprensa do Comitê de Normas Halal da DUM RT, ambos os países terão representações especiais, que ficarão encarregadas de monitorar a qualidade dos alimentos halal fornecidos por cerca de 100 empresas locais ao mercado russo.

A World Food Moscow, que chegou ao fim na quinta-feira (17), está entre as dez maiores feiras de alimentos do mundo e oferece uma porta de entrada para empresas brasileiras interessadas no mercado alimentício da Rússia.

Na segunda-feira passada (14), o vice-presidente Michel Temer e sua comitiva, composta por cinco ministros, compareceram ao Pavilhão do Brasil na feira. Na ocasião, Temer proferiu um discurso de apoio ao setor.

Publicado originalmente pelo siteKazan First

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.