Brasil vai ganhar nova estação do Glonass no quarto trimestre

Estação do Glonass na Universidade de Brasília foi a primeira no hemisfério Ocidental

Estação do Glonass na Universidade de Brasília foi a primeira no hemisfério Ocidental

AFP/East News
A agência espacial russa Roscosmos anunciou que o Brasil vai instalar uma terceira estação do sistema de navegação por satélite Glonass em seu território no quarto trimestre deste ano.

Em nota divulgada após encontro da comissão Brasil-Rússia, em Moscou, a Roscosmos e a Agência Espacial Brasileira anunciaram a instalação de uma terceira estação do sistema russo Glonass, análogo do norte-americano GPS, no Brasil.

O objetivo é, segundo as agências espaciais, desenvolver a cooperação no domínio da navegação e sensoriamento remoto (SR) e monitorar conjuntamente o lixo espacial.

“No começo do quarto trimestre de 2015 está previsto o início da instalação da terceira estação Glonass no Brasil”, lê-se no documento. Durante o evento, a comissão brasileira avaliou positivamente o trabalho conduzido nas duas estações terrestres do Glonass já ativas no país.

As partes também discutiram a instalação em território brasileiro de um sistema eletrônico de fabricação russa para detecção de lixo espacial, cujo operação é prevista para o primeiro semestre de 2016.

Na agenda do dia esteve ainda a cooperação no domínio do sensoriamento remoto em benefício dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e exploração do espaço externo.

Em fevereiro de 2013, entrou em operação na Universidade Nacional de Brasília a primeira estação do sistema de correção diferencial e monitoramento do Glonass no hemisfério Ocidental.

Publicado originalmente pela agência RIA Nôvosti

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.