Cientistas russos desenvolvem sistema para veículos "inteligentes"

Foto: PhotoXPress

Foto: PhotoXPress

Cientistas de São Petersburgo apresentaram uma tecnologia de tráfego "inteligente", que permitirá reduzir em 20% a intensidade da circulação rodoviária nas cidades em que for implantado e diminuir significativamente a taxa de acidentes.

Cientistas da Universidade de Tecnologias de Informação, Mecânica e Óptica de São Petersburgo apresentaram um sistema de tráfego rodoviário "inteligente" que permitirá reduzir em 20% a intensidade da circulação rodoviária nas cidades em que for utilizado e diminuir significativamente a taxa de acidentes.

"A ideia é equipar veículos de transporte público e automóveis particulares com dispositivos com tecnologia FlexRoad, uma espécie de wi-fi, capaz de garantir a transmissão de dados em alta velocidade. O sistema utiliza a rede Mesh, que dispensa a necessidade de comunicação com um nó central. Como resultado, cada veículo vira uma central de comunicação e quanto maior for o número de carros equipados com esse sistema, mais estável e eficaz será a rede", disse a jornalistas o diretor do departamento de telecomunicações sem fio da Utimo, Vladímir Grigoriev.

Para entender como funciona o sistema, basta imaginar que um grupo de veículos pode se comunicar entre si como um grupo de pessoas em uma sala, explica o cientista.

"Você pode entendê-lo como grupo de pessoas porque a comunicação entre as pessoas é muito parecida com aquela via rede Mesh. Nós nos enxergamos, ouvimos, podemos gritar, dar sinais e reagir de imediato às palavras de nosso interlocutor. Em outras palavras, os veículos equipados com a tecnologia Mesh irão se comunicar entre si", disse Grigoriev.

Em uma área urbana, o alcance do sinal é de um quilômetro da fonte transmissora. A operação da rede se mantém estável a uma velocidade de até 150 km/h.

Os dispositivos ainda estão em fase de testes e não estão disponíveis no mercado. Veículos especiais, de transporte público, carros policiais, ambulâncias e viaturas de bombeiros são apontados como principais consumidores do novo sistema.

"Quando um ônibus ou um veículo especial se aproxima de um semáforo, por exemplo, a luz verde será ligada. O controle da passagem de pedestres é outra opção do sistema. Ainda podemos utilizá-lo se quisermos garantir a livre passagem de um veículo de transporte público, de uma ambulância ou de viaturas de bombeiros. O algoritmo de funcionamento do sistema é construído em função das metas fixadas", disse Grigoriev.

Segundo ele, no ano que vem, a Utimo irá apresentar a tecnologia, desenvolvida em cooperação com colegas finlandeses, em três regiões da Rússia.

Publicado originalmente pela agência RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.