Cidade russa quer construir maior aldeia de gelo do mundo

Foto: snowderevnya.ru

Foto: snowderevnya.ru

Casas inteiras, esculturas, galerias de exposições e até um palácio de casamentos –tudo isto poderá ser visitado numa área superior a dois quilômetros quadrados perto da cidade de Kirovsk.

Uma gigantesca aldeia de gelo está sendo construída na região de Murmansk, no norte da Rússia. Casas inteiras, esculturas, galerias de exposições e até um palácio de casamentos –tudo isto poderá ser visitado numa área superior a dois quilômetros quadrados perto da cidade de Kirovsk.

A aldeia poderá entrar para o livro de recordes Guinness como a maior estrutura coberta da Rússia feita de neve e gelo.

Há cinco invernos são feitas construções de gelo neste local, mas nada que se compare com a obra atual. A inauguração oficial ocorrerá em 22 de dezembro. Alguns dias antes, representantes do livro de recordes Guinness deverão deslocar-se ao local para dar o seu veredito.

O tema principal da aldeia são os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi (sul da Rússia), em 2014. Possivelmente, uma delas será um golfinho esquiando (um dos concorrentes derrotados a mascote dos jogos). A escultura enquadra-se no local tendo em conta a zona nórdica e o fato de nas imediações, no sopé dos montes Khibyn, se localizar uma estação de esqui.

“O total de 2.014 metros quadrados, ano dos Jogos Olímpicos de Sochi, não foi escolhido por acaso. A temática das esculturas e decorações será dedicada à Olimpíada", diz Maria Vassileva, gestora do projeto.

Segundo Vassileva, as esculturas são apenas a ponta do iceberg.

“O principal é a enorme envergadura da obra”, completa.

No maior dos prédios (todo feito de gelo) haverá 15 quartos, cada um dos quais  decorado e dedicado a um dos esportes olímpicos de inverno. A aldeia também contará com galerias de arte, um cinema, bares e um Palácio de Casamentos (local, habitualmente luxuoso, onde é feito o registo civil dos casamentos). Ali os recém-casados terão a felicidade, de acordo com a tradição russa, de partir os cálices, que também serão feitos de gelo, explica o diretor do projeto, Vladimir Komiaguin.

"O gelo é retirado de lagos próximos. Só em condições naturais se pode obter um gelo tão transparente", diz Komiaguin.

Os organizadores afirmam que a ideia nasceu nos países escandinavos, onde os hotéis de gelo têm grande sucesso.

Ainda em 1730, no entanto, a imperatriz russa Anna Ioannovna, sobrinha de Pedro, o Grande, mandou construir algo ainda mais grandioso em São Petersburgo. O seu famoso palácio de gelo, cuja fachada tinha 16 metros de comprimento, ficou para sempre na História.

Texto publicado originalmente no site da radio Voz da Rússia 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.