Frota russa do Mar Negro retoma presença no Mar Mediterrâneo

Foto: TASS

Foto: TASS

Durante 2012, navios da Frota do Mar Negro executaram, em cooperação com tropas terrestres, mais de 300 exercícios navais: dois de lançamento de mísseis de cruzeiro, mais de 30 de disparo de mísseis antiaéreos, 170 de disparo de artilharia, mais de 60 de navegação e 6 de cooperação entre várias unidades navais.

Em reunião na base naval de Sevastopol, o Comando da Frota do Mar Negro fez o balanço das atividades do agrupamento em 2012, segundo informou a assessoria de imprensa do Comando Militar do Sul.

A reunião foi presidida pelo comandante da Frota do Mar Negro, contra-almirante Aleksandr Fedétenkov.

Segundo o capitão-de-mar-e-guerra Aleksandr Chesnokov, que falou sobre o cumprimento do plano de treinamento de pessoal e de exercícios navais, durante o ano, a frota operou no Mar Mediterrâneo e retomou  sua presença permanente na região.

Navios da frota efetuaram seis viagens de longo curso. O submarino Alrosa chegou de Kronstadt a Sevastopol, após reparos nas docas da Frota do Mar Báltico. Já o navio de desembarque oceânico César Kunikov fez uma visita a Messina, na Itália, para participar da cerimônia de inauguração de um monumento aos marinheiros russos que socorreram os moradores da Sicília em 1908, após a região ser atingida por um violento terremoto.

Outro navio de desembarque oceânico, o Novocherkassk, visitou Grécia e Montenegro. Já o navio hidrográfico Donuzlav levou uma delegação russa a Mônaco para participar de uma conferência hidrográfica internacional. Navios da frota também participaram das ações da força-tarefa naval internacional Blackseefor.

Por fim, um grupo de navios da frota participou do exercício naval russo-italiano Ioniex-2012 e do exercício russo-ucraniano Percurso de Paz-2012. Atualmente, um esquadrão de navios de guerra da Frota do Mar Negro, comandado pelo cruzador porta-mísseis Moskva, está em missão no Mar Mediterrâneo.

Durante 2012, navios da Frota do Mar Negro executaram, em cooperação com tropas terrestres, mais de 300 exercícios navais: dois de lançamento de mísseis de cruzeiro, mais de 30 de disparo de mísseis antiaéreos, 170 de disparo de artilharia, mais de 60 de navegação e 6 de cooperação entre várias unidades navais.

Para a versão na íntegra do artigo em russo, acesse: http://www.armstrade.org/includes/periodics/news/2012/1130/091515935/detail.shtml

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.