Moscou terá seu primeiro centro infantil de cuidados paliativos

Voluntário em centro infantil de cuidados paliativos em São Petersburgo Foto: ITAR-TASS

Voluntário em centro infantil de cuidados paliativos em São Petersburgo Foto: ITAR-TASS

A entidade Podari Jizn (Dom da Vida, em português) recebeu uma seleção de oito locais para construir o primeiro centro infantil de cuidados paliativos de Moscou, informou a agência RIA Nóvosti. Iniciativa ganhou força após governo da capital receber petição assinada por 15 mil pessoas.

Na última quinzena de novembro, as atrizes Tchulpan Khamatova, fundadora da entidade, e Ingeborga Dapkunaite, também colaboradora ativa da Podari Jizn, reuniram-se com o vice-prefeito para desenvolvimento social, Leonid Petchatnikov, e o chefe da secretária de saúde de Moscou, Geórgui Golukhov.

A decisão de construir um centro de saúde para atender crianças com doenças graves foi tomada uma semana após escreverem uma carta aberta ao prefeito de Moscou, Serguêi Sobiânin, assinada por mais de 15 mil pessoas.

“Mais de 100 crianças morrem de doenças incuráveis ​​em Moscou todos os anos”, diz a carta publicada no site da emissora de rádio “Ekho Moskvi”. Além disso, cerca de 3 mil crianças necessitam de cuidados paliativos em Moscou.

“Existem instituições do gênero espalhadas pelo mundo todo. Só em Londres, por exemplo, cuja população é menor que em Moscou, há cinco centros de cuidados paliativos especializados em atendimento infantil”, continua o documento.

Uma fonte da secretária de saúde de Moscou disse à agência Interfax que a entidade recebeu uma proposta para escolher entre oito terrenos, cada qual com 2,5 hectares, para a construção do centro infantil. Todos esses espaços estão localizados na região central de Moscou, conforme solicitado na carta.

“O centro precisa estar localizado dentro do Terceiro Anel Viário (região central de Moscou), porque provavelmente terá até 60 visitas a pacientes todos os dias. É necessário, portanto, fácil acesso a todos os bairros da cidade.”

Os lugares propostos atualmente abrigam edifícios em ruínas, segundo a Interfax. Os representantes da fundação terão algum tempo para avaliar os lugares antes de tomar a decisão.

“O terreno será concedido à fundação”,  disse à agência RIA Nóvosti uma fonte no governo da cidade de Moscou. Além disso, a concessão será feita por um período de 49 anos.

Em seu blog no site da rádio “Ekho Moskvi”, Khamatova agradeceu a todos que assinaram a petição. “Esse centro vai marcar uma nova fase na história do atendimento à saúde em Moscou, e todos vocês merecem crédito por isso”, escreveu a atriz.

Criada em 2006, a Podari Jizn tem como missão ajudar a pagar os custos de diagnóstico e tratamento, aquisição de medicamentos, materiais descartáveis ​​e equipamentos para crianças e jovens com menos de 25 anos sofrendo doenças oncológicas ou outras enfermidades graves.

Com as agências de notícia Interfax e RIA Nóvosti e a estação de rádio Ekho Moskvi.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.