Vodca mais barata poderá custar US$ 5,50

Foto: TASS

Foto: TASS

Órgão de fiscalização de bebidas alcóolicas na Rússia (RAR, na sigla em russo) vai combater a falsificação de vodca elevando o preço mínimo do produto no varejo. Medida semelhante foi tomada anteriormente em relação a champanskoie, uma espécie de “champanhe russo”.

A garrafa de meio litro de vodca mais barata na Rússia pode passar a custar 170 rublos (aproximadamente US$ 5,50) a partir de 1o de janeiro do próximo ano, segundo projeto desenvolvido pela RAR.

Desse modo, o preço da vodka mais barata do mercado russo poderia ficar 36% mais cara.

Esse acréscimo é maior do que o aumento de impostos, de 300 (US$ 9,62) para 400 rublos (US$ 12,83), por litro de bebidas destiladas previsto também para 1o de janeiro de 2013. O valor mínimo do conhaque, por exemplo, vai subir 28%, de 219 (US$ 7) para 280 (US$ 9).

O preço mínimo para os produtores, de acordo com o projeto, deve ser 132 rublos (US$ 4,23), com preços a partir de 138 rublos (US$ 4,43) no atacado.

O RAR já havia estabelecido um novo preço mínimo também para o champanskoie, vendido por, pelo menos, 115 rublos (US$ 3,70) no varejo.

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.