Monumentos da natureza ou natureza monumental?

A Baía de Avatcha, a segunda maior do mundo, fica rodeada por colinas e montanhas nevadas. De tão grande, essa baía poderia abrigar todos as frotas marinhas do mundo. Além disso, proporciona uma excelente vista dos vulcões Koriak, Avatchinski e Viliutchinski. Em sua entrada, o destaque é a pedra “Três Irmãos”,  monumento natural que se tornou símbolo da cidade de Petropavlovsk-Kamtchatski.

A Baía de Avatcha, a segunda maior do mundo, fica rodeada por colinas e montanhas nevadas. De tão grande, essa baía poderia abrigar todos as frotas marinhas do mundo. Além disso, proporciona uma excelente vista dos vulcões Koriak, Avatchinski e Viliutchinski. Em sua entrada, o destaque é a pedra “Três Irmãos”, monumento natural que se tornou símbolo da cidade de Petropavlovsk-Kamtchatski.

Lori
Caverna de gelo pré-histórica e um lago com 90% de concentração de sal são apenas duas das muitas paisagens impressionantes encontradas no território russo.
A caverna de gelo de Kungur é um dos monumentos únicos da natureza. Foi formada pelo antigo mar de Perm entre 10 mil e 12 mil anos atrás. Hoje, é considerada a única caverna de gipsita do mundo com glaciação extensiva e a sétima mais antiga do planeta. É visitada por mais de 10 mil turistas todos os anos.
O Parque Nacional de Valdai foi criado para preservar o Séliguer, um sistema único de lagos e florestas de origem glacial descrito como a “pérola da natureza russa”. Ele está localizado na região central da Rússia, a 360 km de Moscou. O lago se estende por uma área de 260 quilômetros quadrados, dos quais as mais de 160 ilhas do Séliguer ocupam cerca de 38 quilômetros quadrados.
Depressão natural no topo de uma enorme montanha de sal, o lago Baskuntchak tem 6 km de profundidade e ocupa uma área de aproximadamente 115 quilômetros quadrados. A versão russa do mar Morto (a concentração de sal atinge 90% da composição total) está localizada na região de Ástrakhan, a 53 km do Volga.
A Montanha Belukha, localizada na região de Ust-Koksinski da Cordilheira de Altai, é o ponto mais alto da Sibéria, atingindo 4,5 km. Os moradores locais reverenciam a Belukha como uma montanha sagrada.
As gigantescas estátuas de pedra localizadas no planalto de Man-Pupu-Nier, em uma área remota da república de Komi, foram formadas pelo intemperismo seletivo das rochas circundantes. Com um total de sete colunas, cada uma com 30 a 40 metros de altura, o planalto Man-Pupu-Nier é um local muito popular entre os adeptos do turismo esportivo.
O Caminho dos Ossos de Baleia é um monumento único de origem esquimó em Ittigrane, ilha localizada no Estreito de Seniavin, na península de Tchukotka. A estrutura é formada por duas fileiras de ossos enormes de baleia-da-Groenlândia. A dimensão do caminho, que percorre 500 metros ao longo da costa norte da ilha, e sua complexa estrutura são verdadeiramente surpreendentes.
As colunas de Krasnoiarsk formam uma reserva natural na margem direita do rio Ienissei. São basicamente rochas vulcânicas de coloração rosa acinzentada que atingem de 60 a 90 metros de altura. Muitos séculos de ação da água e do vento, além de variações de temperatura, têm produzido algumas formas peculiares. Quase todas as rochas são nomeadas por sua aparência: “Penas”, “Avô”, “Elefante” e “Muralha de China”, entre outras.
As ilhas Kurilas são lar de aproximadamente 40 vulcões ativos e muitos outros extintos. Os lagos da região são conhecidos por sua beleza extraordinária. A parte sul da ilha de Kunashir, que fica a 541 metros acima do nível do mar, abriga o lago em ebulição Ponto, localizado no interior da cratera do vulcão Golovin. A água ferve formando bolhas e liberando jatos de gás e vapor que soam como um apito pela costa. Em 2005 e 2006, um estudo do vulcanismo na ilha de Kunashir foi conduzido por cientistas. Segundo as descobertas, o lago foi formado após uma explosão freática no centro da caldeira, produzindo uma cratera de quase 350 metros de diâmetro que, em seguida, foi preenchida com água.
A Ilha de Wrangel, no Oceano Ártico, está localizada na intersecção dos hemisférios Ocidental e Oriental. Em 1976, a Reserva da Ilha de Wrangel foi criada para estudar e proteger os sistemas naturais das ilhas do Ártico, incluindo a pequena ilha vizinha de Herald. Esse pedaço de terra tem cerca de 7.670 quilômetros quadrados, dos quais mais da metade estão cobertos por montanhas. Pequenas geleiras, lagos de tamanho médio e tundra ártica também compõem a paisagem local. Entre os cumes das montanhas há vales com inúmeros rios.
Situado no Cáucaso, o Monte Elbrus não é exatamente uma montanha, mas um estratovulcão (vulcão com formato de cone por causa do magma extravasado). Tem dois picos: o ocidental fica a uma altitude de 5642 metros, e o oriental, a 5621 metros. A última erupção data de 50 a.C. Por ser o ponto mais alto da Europa, o Elbrus foi palco de violentos combates durante a Grande Guerra Patriótica.
Localizado no sul da bacia de Tuva, o lago Cheddar fica na fronteira da Rússia com a Mongólia. A bacia é cercada por uma formação vegetal de planície sem árvores. Desde 1932, o lago é ocupado por uma estância balnear. Entre as propriedades curativas, os destaques ficam para a água salgada e a lama encontradas no local.