Censo será realizado pela internet

Foto: PhotoXpress

Foto: PhotoXpress

Seguindo o exemplo da Bulgária e da Estônia, Rússia quer coletar dados para o censo de 2020 pela internet. Participação no estudo também deverá ser obrigatória.

O diretor do Rosstat (Serviço de Estatística da Federação Russa), Aleksandr Surinov, anunciou nesta semana que o censo demográfico rússia coletará via internet suas informações em 2020.

“Estudamos a experiência de Bulgária, onde cerca de 40% da informações do último censo demográfico foram recebidas pela internet e, em dezembro, meus colegas visitarão a Estônia, onde esse número ultrapassou os 66%. Esses países são relativamente pequenos, mas sua experiência pode ser aplicada na Rússia”, disse Surinov.

Outra necessidade expressada pelo diretor do Rosstat é a participação obrigatória dos cidadãos no censo. Hoje, o número de pessoas que se recusa a participar do censo demográfico na Rússia está aumentando.

Em 2002 apenas 1,5 milhões de pessoas não participaram do censo. Já em 2010, a cifra  ultrapassou os 3,6 milhões de pessoas. A recusa desses cidadãos pode diminuir a precisão do estudo.

O diretor da Rosstat declarou ainda que os resultados do último censo “estão próximos da realidade”. De acordo com ele, as agências federais russas não tentam a melhorar a precisão dos resultados. “A única influência do Estado sobre a metodologia de coleta de informações é na destinação de mais fundos para esse”, completa Surinov.

 

Publicado originalmente pelo jornal RBC 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.