Сolunista da Gazeta Russa é condecorado pelo governo russo

Paulo Bezerra Foto: Divulgação

Paulo Bezerra Foto: Divulgação

Paulo Bezerra, 72, é o quinto brasileiro a receber a Medalha Púchkin. Brasileiro não poderá comparecer a cerimônia de entrega devido a problemas de saúde.

O tradutor e professor de literatura Paulo Bezerra, 72,  foi agraciado com a  Medalha Púchkin, maior condecoração para personalidades difusoras da cultura russa pelo mundo.

Bezerra estudou na Universidade Estatal de Moscou (Lomonosov) e é conhecido por  ter traduzido boa parte da obra de Dostoiévski no Brasil.

O acadêmico, porém, não poderá estar presente à cerimônia de entrega do prêmio em Moscou no próximo domingo, 4 de novembro, devido a problemas de saúde. "Me dói profundamente, mas não poderei ir e pôr em risco minha saúde", disse à Gazeta Russa. 


Brasileiros com a Medalha Púchkin

A Medalha Púchkin foi criada em 9 de maio de 1999, e desde então já condecorou quase 700 personalidades de diferentes nacionalidades difusoras da cultura russa, entre elas cinco brasileiros. Em 2010, receberam o prêmio o ex-governador de Santa Catarina Luiz Henrique da Silveira e o presidente do Instituto Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, Valdir Steglich, e, em 2007, Boris Schnaiderman, primeiro professor de língua e literatura russa da USP e pioneiro na tradução direta de literatura russa no país. Ainda em 2007, também foi premiado pela Rússia o arquiteto Oscar Niemeyer, que recebeu a Ordem da Amizade. Em 2011, o empresário Sérgio Palamartchuk, criador da Casa da Rússia no Rio de Janeiro, recebeu a medalha Púchkin das mãos do então presidente Dmítri Medvedev.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.