Rússia envia ajuda humanitária a Cuba

Foto: RIA Nóvosti

Foto: RIA Nóvosti

O Ministério para Situações de Emergência da Rússia planeja enviar nesta quarta-feira (31) equipes de resgate aéreo e ajuda humanitária a Cuba, que foi gravemente afetada pelo furacão Sandy.

Três aviões com especialistas das unidades “Centrospas” e do centro “Líder”, além de carga humanitária, vão partir do aeródromo Ramenskoe, nos arredores de Moscou, com destino a Cuba nesta quarta-feira (31).

“O Ministério para Situações de Emergências pretende realizar uma operação de assistência humanitária às vítimas do furacão Sandy em Cuba. A pedido da parte cubana, vamos entregar materiais de construção para reconstruir as casas afetadas”, informou o órgão em um comunicado oficial.

O Sandy foi um dos furacões mais devastadores que atingiram Cuba nos últimos anos. De acordo com dados preliminares, só na cidade de Santiago de Cuba, 950 km a sudeste de Havana, cerca de 130 mil casas foram parcialmente ou totalmente destruídas.

Estima-se que a tempestade tenha gerado um prejuízo de 100 milhões de dólares para os cofres públicos de Cuba.

Depois de passar por vários países do Caribe, onde causou a morte de 60 pessoas, o Sandy atingiu a costa dos EUA na noite de segunda para terça-feira (30). Segundo o último balanço, a tempestade provocou 50 mortes nos EUA e Canadá.

Publicado originalmente pela agência de notícias RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.