Brasileiros reforçam seleção russa para Copa do Mundo de futsal

Treinador da seleção russa de futsal, Serguêi Skoróvitch. Foto: RIA Nóvosti

Treinador da seleção russa de futsal, Serguêi Skoróvitch. Foto: RIA Nóvosti

Cinco jogadores naturalizados vão compor equipe favorita ao ouro no torneio que começa nesta quinta-feira (1), na Tailândia. Técnico da seleção russa, detentora da medalha de prata do Campeonato Europeu 2012, comentou com o jornal “Izvéstia” sobre as expectativas do campeonato e a inclusão de brasileiros no time.

No recente Campeonato Europeu, em Zagreb, capital da Croácia, o time russo teve um excelente desempenho, mas acabou perdendo a partida final para os espanhóis.

Embora o duelo tenha terminado em empate (1 a 1), a equipe espanhola conseguiu marcar dois gols na prorrogação e conquistou o título da competição.

O melhor resultado do time russo em campeonatos mundiais foi alcançado em 1996, na Espanha, onde os russos faturaram o bronze, marca que pretende ser superada pelo treinador da seleção nacional de futsal, Serguêi Skoróvitch.

Antes de embarcar para a Tailândia, Skoróvitch conversou com o jornal russo “Izvéstia” sobre os grandes adversários do time russo, os jogadores brasileiros que compõem a equipe e o alto nível do campeonato nacional.

Izvéstia:A equipe russa é considerada uma das favoritas. Isso gera alguma pressão no time?

Serguêi Skoróvitch: Estamos prontos para grandes vitórias. O bom desempenho que demonstramos no campeonato europeu deve dar mais confiança aos nossos jogadores. Nosso objetivo é chegar à final e vencer. Temos adversários muito fortes. Em primeiro lugar, os atuais detentores do título mundial, os brasileiros, e os atuais campeões europeus, os espanhóis. Também devemos estar atentos com equipes fortes como Portugal e Itália.

Izvéstia:A escalação principal da equipe mudou depois do torneio de Zagreb?

S.S.: Sim, o time sofreu uma mudança dramática e conta agora com cinco novos jogadores. São eles: os brasileiros Robinho e Lima, e os russos Vladislav Chaiakhmetov, Pável Chistopolov e Pável Suchilin. Alguns deles foram convocados pela primeira vez, outros ficaram fora do outro campeonato por causa de lesões. O capitão será o mesmo, Serguêi Sergueev, do Dínamo de Moscou, que teve um excelente desempenho no recente campeonato europeu. 

Izvéstia:Você mencionou Robinho e Lima. Quantos jogadores naturalizados vão atuar pela Rússia na presente edição da Copa do Mundo de Futsal?

S.S.: Teremos cinco jogadores brasileiros. Os outros são o goleiro Gustavo, do Dínamo de Moscou, e os atacantes Pula e Cirilo. A convocação dos jogadores brasileiros é uma prática internacional comum. Cabe lembrar que a seleção italiana conquistou o título europeu de 2003 contando com 13 brasileiros dos 14 jogadores escalados para o campeonato.

Izvéstia:Como você analisa o atual cenário do futebol de salão na Rússia?

S.S.: O futebol de salão é muito popular no país. Há muitos times de futsal profissionais e amadores e as arquibancadas estão sempre lotadas. O campeonato russo é um dos mais fortes do mundo, mas há sempre espaço para avançar.

Publicado originalmente pelo jornal Izvéstia

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.