Novas regras na venda de álcool e cigarros

Nos supermercados, oferta chega a 70 tipos de vodca. Foto: AFP/eastnews

Nos supermercados, oferta chega a 70 tipos de vodca. Foto: AFP/eastnews

Mudança visa diminuir número de pontos de venda e, assim, reduzir o consumo.

Deputados do Partido Liberal Democrático da Rússia (LDPR na sigla em russo) apresentaram um projeto de lei para mudar as regras na venda de cigarros e bebidas alcoólicas . 

“Preparamos emendas à lei sobre a atividade comercial na Rússia para que todas as bebidas alcoólicas e tabaco sejam vendidos apenas em lojas especializadas", explica o vice-chefe da fração do LDPR na Duma (câmara dos deputados), Iaroslav Nilov.

De acordo com os autores do projeto, a medida ajudará a reduzir o consumo dos produtos. Os deputados acreditam que membros de outros partidos também irão apoiar a ideia.

Além disso, a medida poderia evitar a compra por parte de menores de idade. 

“Se uma criança entra sozinha nesse tipo de estabelecimento, ela atrairá atenção dos vendedores, que estão proibidos de vender esses produtos a menores", disse Nilov. “ O próximo passo será uma emenda para proibir as crianças de entrarem nesse tipo de lojas”, completa.

O porta-voz do partido LDPR declarou à agência de notícias russa Interfax que os deputados estão cientes de que tanto as empresas de álcool como as de tabaco refutarão a nova lei.

No segundo trimestre do ano, o prefeito de Moscou, Serguêi Sobiânin sugeriu proibir a venda de bebidas alcoólicas em lojas de prédios residenciais. 

No dia 3 de outubro, o chefe do Departamento Municipal de Comércio e Serviços, Aleksêi Nemeriuk, declarou que o govenrno desistiu da inciativa, que afetaria cerca de 2 mil pontos comerciais.   

Atualmente, a venda de bebidas alcoólicas é proibida no país a partir das 22h, enquanto a de tabaco não tem restrições de horário.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.