Rússia desmente envio de tropas ao Afeganistão depois de 2014

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov. Foto: mid.ru

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov. Foto: mid.ru

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Serguêi Lavrov, descartou a possibilidade de Moscou e seus aliados da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), composta por seis ex-repúblicas soviéticas, enviem tropas ao Afeganistão depois da retirada da Otan em 2014.

Em entrevista recente, o chefe da diplomacia russa desmentiu as informações de alguns meios de comunicação que haviam afirmado a intenção da OTSC enviar suas forças de paz ao Afeganistão após 2014.

“Essas informações não correspondem à realidade. Essa opção não é sequer considerada”, garantiu o ministro.

Lavrov ressaltou que todas as atividades da OTSC visam garantir a segurança e a estabilidade na região.

Conforme previsto, a Força Internacional de Assistência para Segurança, sob o comando da Otan, deverá deixar o Afeganistão até o final de 2014.

Após a retirada das tropas aliadas, a polícia e o exército local assumirão todas as responsabilidades ligadas à segurança nacional. Também passarão a dispor de aproximadamente 1300 bases militares, incluindo bases avançadas de operações.

A Organização do Tratado de Segurança Coletiva é uma organização multinacional de interação político-militar criada no âmbito da Comunidade dos Estados Independentes (CEI) e constituída pela Rússia, Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão e Armênia.

Originalmente publicado pela agência de notícias RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.