Mais russos querem viver no exterior

Quase um terço dos moradores dos centros urbanos na Rússia gostariam de emigrar, sugere pesquisa do instituto independente Romir.

Trinta e um por cento dos entrevistados disseram considerar a mudança de país, 12 pontos percentuais a mais do que uma pesquisa semelhante realizada em 2005.

Entre os destinos mais populares foram citados a União Europeia, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia.

Cerca de 55% dos respondentes afirmaram não ter desejo algum de emigrar e 14% não tinham uma resposta pronta.

A vontade de se mudar é mais prevalente entre os jovens, uma vez que, segundo o estudo, quase metade deles demonstraram esperança de viver no exterior.

Serguêi Stepachin, chefe da Câmara Fiscal da Rússia, declarou no ano passado que aproximadamente 1,2 milhões de russos haviam emigrado ao longo da última década.

O instituto Romir realizou a pesquisa com mil moradores de centros urbanos durante o mês de setembro.

Originalmente publicado no site da agência RIA Nóvosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.