Empresa russa investe em robôs pessoais

O Double pesa aproximadamente 7 quilos e sua bateria dura até oito horas por recarga. Foto: doublerobotics.com

O Double pesa aproximadamente 7 quilos e sua bateria dura até oito horas por recarga. Foto: doublerobotics.com

Cofundador do gigante da internet russa Mail.Ru Group, Dmítri Grishin, está aplicando 7,7 milhões de rublos (aproximadamente US$ 240 mil) na fábrica de robôs pessoais Double Robotics, segundo comunicado de sua empresa Gríshin Robotics.

O robô, chamado Double (“dublê”, em português), é composto de um iPad acoplado em uma máquina motorizada tipo “Segway”, permitindo ao operador ver, escutar e comandar remotamente o aparelho por meio de outro iPad.

De acordo com o site do fabricante na Califórnia, a empresa Double Robotics, a máquina pode ser usada para muitas finalidades, desde guiar excursões em museus e universidades até gerenciar funcionários à distância.

“Ao longo das últimas décadas, o investimento global em inovação esteve majoritariamente focado em tecnologias de computação e internet”, disse Grishin, que se formou em robótica e automação complexa na Universidade Técnica Estatal de Moscou e já foi rotulado como o Mark Zuckerberg russo, em referência ao criador do Facebook.

“Apesar de o potencial da robótica ter causado um imenso impacto em nosso dia a dia, o investimento nessa área ainda é limitado”, continuou Grishin.

A empresa Double Robotics irá alocar o investimento de Grishin no aumento da capacidade de produção e na contratação de engenheiros para melhorar o desenvolvimento do produto.

Os robôs podem ser atualmente encomendados por US$ 1.999, mas vão custar US$ 2.499 quando a empresa começar a realizar as entregas no ano que vem. A Double Robotics já recebeu a encomenda de 600 robôs no período pré-venda – incluindo 6 da Rússia –, no valor total de US$ 1,2 milhões.

Ser X Parecer

Os clientes, incluindo 17 empresas do ranking Fortune 500, pretendem usar o produto para teleconferências, vigilância em segurança e saúde, fins imobiliários, excursões a museus e apresentações, segundo informações da Double Robotics.

Mas alguns especialistas do setor têm dúvidas sobre quão “pessoal” é o Double na realidade.

“Teria sido uma ideia interessante há 10 anos”, disse Ígor Belousov, doutor em robótica e responsável pelas relações com universidades da Hewlett-Packard Rússia.

“O Double não parece um instrumento pessoal, como anunciado, mas pode ser útil para organizações científicas e coorporativas, que querem mostrar estar usando algo ‘legal”, completa Belousov.

Mesmo assim, a Double Robotics declara em seu site que o produto é a maneira mais simples e elegante de estar em outro lugar do mundo sem sair do lugar. “Você pode ficar ao nível dos olhos, seja sentado ou em pé, apenas ajustando a altura do aparelho pelo outro iPad”, informa a empresa.

Visão de mercado

Grishin abriu a Grishin Robotics, sediada em Nova York, em junho deste ano. Os US$ 25 milhões investidos de seu próprio bolso estão sendo usados para desenvolver startups e fornecer capital para empreendedores e invenções.

A empresa apoia aparelhos de robótica pessoais ao redor do mundo, aumentando a representação da indústria robótica e ajudando os empresários da área a promover seus produtos e ideias.

“As pesquisas mais avançadas no ramo da robótica são realizadas nos Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul, França e Alemanha, mas não na Rússia”, finalizou Belousov.

Originalmente publicado pelo The Moscos Times 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.